Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

segunda-feira, 1 de julho de 2013

0

HOMENS SÃO DETIDOS APÓS ROUBAREM PRODUTOS DE NAVIO NO PORTO DE SANTOS


Câmeras de monitoramento da Guarda Portuária registraram a ação dos criminosos.


A Guarda Portuária monitorou toda a ação dos piratas, desde de quinta-feira, e comunicou, mais de uma vez, a Polícia Federal, a quem cabe o combate ao crime, à bordo das embarcações.


A Polícia Civil de Santos prendeu dois homens que roubaram produtos do navio Mercosul Santos, de bandeira brasileira, atracado no cais da empresa Rodrimar, no Saboó, atracado no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, na madrugada de sexta-feira (28).

As imagens,  cedidas à polícia, de uma câmera de monitoramento do Centro de Controle e Comunicação – CCCOM da Guarda Portuária, registraram a ação dos criminosos. Eles se aproximaram do navio em dois barcos e ficaram pouco tempo perto da embarcação. Mesmo assim, segundo foi apurado junto aos representantes da carga, eles conseguiram levar cerca de 170 televisores de 51 polegadas e vários aparelhos de ar-condicionado, no entanto, apenas 20 televisores de 51 polegadas e dois aparelhos de ar-condicionado foram recuperados pela polícia. Na fuga, uma das embarcações foi abordada por equipes do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil.
Homem são presos no porto após furto de embarcação
 
 
Fernando Henrique Sodré - catraieiro
Marcos Fontes da Silva - TPA - Trabalhador Portuário Avulso, da categoria do Bloco

Dois homens foram presos em flagrante por receptação. "A gente já vinha monitorando a atividade no canal há cerca de três dias. O GOE tem um segmento náutico e a nossa embarcação náutica, bem como uma outra que conseguimos emprestada (a empresa de transporte de passageiros Lanchas Fabiana conduziu os policiais ao local), estavam de prontidão para esse tipo de ação. Tentamos abordar as duas, e infelizmente, uma delas conseguiu se evadir. Desta que foi abordada nós apreendemos a mercadoria furtada", diz o delegado Luiz Henrique Artacho.

A polícia tenta chegar aos outros integrantes da quadrilha, e o delegado responsável pelo caso ainda vai ouvir as equipes que estavam trabalhando à bordo na hora do roubo. Artacho não tem dúvidas que os criminosos tinham informações privilegiadas sobre a carga. "É procurar uma agulha no palheiro. Você querer subir em determinado navio, onde você tem uma enormidade de contêineres e você ir em um certo, que possui a mercadoria que lhe interessa. Não tem como a gente não trabalhar com essa informação", finaliza o delegado.

Os aparelhos estavam em suas respectivas caixas e eram transportados em uma catraia ocupada por Fernando Henrique Sodré, de 24 anos, e Marcos Fontes da Silva, de 29. Moradores em Vicente de Carvalho, os rapazes foram autuados em flagrante por receptação.

O crime é afiançável, mas os acusados foram recolhidos à cadeia porque não dispunham da quantia de R$ 3 mil, cada um, para pagar a fiança.

Marcos e Fernando negaram envolvimento no furto, e disseram que foram acionados para “prestar socorro” a uma embarcação que estaria afundando. Porém, no local do suposto naufrágio, próximo ao canal do Porto de Santos, eles se depararam com duas barquinhas carregadas com caixas.

Sem revelar os nomes de quem lhe solicitou a suposta ajuda, a dupla presa contou que apenas o conteúdo de uma das barquinhas foi passado para a embarcação por eles ocupada. Em seguida, o barco dos acusados detidos seguiu o outro, que não chegou a ter as mercadorias retiradas.

Perseguição

Os policiais do GOE foram ao local, após receberam informações de um vigilante do Terminal da Embraport, que estranhou a movimentação de pessoas e embarcações junto às margens de um braço de rio do Canal do Estuário, localizado entre as ilhas Barnabé e Diana, os agentes suspeitaram de dois barcos e decidiram interceptá-los.

Uma das embarcações, de alumínio, que saiu em alta velocidade, não foi alcançada, ao contrário, da catraia que vinha atrás e era ocupada por Fernando e Marcos. As investigações prosseguem para identificar os ocupantes que conseguiram escapar e que podem ter ligação direta com a ação pirata contra o Mercosul Santos.

Guarda Portuária monitorou a arriada

Toda a ação dos piratas foi monitorada pelo CCOM da Guarda Portuária desde quinta-feira à noite. A primeira arriada foi visualizada por volta das 21horas e a Polícia Federal foi acionada. Às 23 horas, nova ação dos bandidos foi captada pelas câmeras de monitoramento, a Polícia Federal foi ao local, subiu a bordo, mas não constatou nenhuma irregularidade.

Posteriormente, por volta das 4 horas da madrugada, nova ação ocorreu, ocasião em que os piratas foram surpreendidos pela Polícia Civil.


O furto
 
catraia apreendida
 
 
Uma embarcação de alumínio, popularmente conhecida como piracicabana ou voadora, com dois elementos, encostava no costado do navio, enquanto trabalhadores portuários avulsos – TPA’s, que estavam trabalhando a bordo, desciam as caixas do convés para a embarcação, por corda.

Em seguida essa embarcação, atravessava o Canal do Estuário e depositava o produto do furto numa área de mangue na outra margem. Ali uma catraia pegava a carga desviada e conduzia para a Favela da Prainha, em Vicente de Carvalho, no Guarujá.
 
 
Apreensão
 
Cerca de 170 televisores foram levados, 20 foram apreendidos
 
 
Os aparelhos de ar-condicionado e os televisores são da marca Samsung. As TVs são de LED, do modelo Pop Sound e têm 51 polegadas. A Polícia Civil realiza um trabalho de identificação dos eventuais compradores desses produtos para chegar aos ladrões da carga.

A embarcação apreendida é uma catraia, identificada como "Kessi", é utilizada para o transporte de passageiros entre o Distrito de Vicente de Carvalho, no Guarujá e a cidade de Santos.
No final da tarde de sexta-feira, os policiais do GOE ao retornarem ao local, encontraram, em uma ilha próxima ao canal do Estuário, várias caixas de aparelhos televisores vazias. Ninguém foi encontrado no local.


Enquanto perdurar a hipocrisia, o egocentrismo, a ganância e a corrupção, e as autoridades intervenientes do porto não trabalharem em conjunto, de nada adianta o governo criar Comissões como CESPORTOS e CONAPORTOS, que bandidagem vai continuar aumentando a cada dia.

 
"Não acreditem em tudo o que é publicado na imprensa".

 
Fonte: Jornal a Tribuna / TV Tribuna - Edição Segurança Portuária Em Foco.




Vídeo da TV Tribuna:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES