Postagem em destaque

CONPORTOS PRORROGA VALIDADE DOS CERTIFICADOS DO CESSP

A prorrogação se deu diante da impossibilidade da realização do Curso de Atualização dos Supervisores de Segurança Portuária - CASSP, ...

terça-feira, 3 de setembro de 2013

0

CAPAS DE COLETES BALÍSTICOS DA GUARDA PORTUÁRIA SÃO APREENDIDAS COM ACUSADO DE TRÁFICO






Gustavo Oliveira, o Gustavo GT, foi surpreendido com drogas e armas. Delegado informou que o irmão do acusado será indiciado após ser localizado

Polícia Civil capturou na manhã do dia 22 de agosto, Gustavo Vieira Alves de Oliveira, o Gustavo GT, de 30 anos, por tráfico de drogas e porte ilegal de armas. O acusado foi surpreendido pelos investigadores, do 2º Distrito Policial de Santos (Jabaquara), em sua residência na Rua Princesa Isabel, na Vila Belmiro.

Entorpecentes, armas, munições, diversos telefones celulares e quatro capas de coletes balísticos da Guarda Portuária estão na relação de apreensões realizadas na moradia.

Os policiais do 2º DP realizaram a revista na casa com respaldo de mandado de busca e apreensão expedido pela 4ª Vara Criminal. Denúncias de que Gustavo GT e seu irmão realizavam a venda de drogas desencadearam as investigações que resultaram no pedido do mandado.

O irmão não foi localizado na residência, mas será indiciado após ser localizado, conforme informou o delegado Francisco Garrido Fernandes, titular do 2º DP.

Por volta de 8h30, a equipe policial entrou no imóvel. Na casa estavam Guilherme GT, a namorada e a mãe dele. O irmão suspeito já havia saído para trabalhar.

Dentro de um guarda-roupa estavam uma espingarda calibre 12, dois revólveres calibre 38, uma pistola calibre ponto 40, diversas munições e três pedras com cocaína á granel. Em uma caixa de papelão no banheiro os policiais recolheram quase 400 gramas de cocaína, entre cápsulas, papelotes e porções á granel, duas balanças de precisão e outros utensílios relacionados ao tráfico.

Ainda na residência os policiais apreenderam as capas de coletes balísticos, um cano de arma sem numeração aparente, 12 telefones celulares e 28 chips.

Gustavo GT confessou que todo o material ilícito lhe pertence.

Após ser autuado no distrito, ele teve como destino a cadeia anexa ao 5º DP (Bom Retiro), na Zona Noroeste.

Sob o comando do delegado Garrido e do investigador-chefe, Paulo Álvaro Ribeiro, participaram do flagrante os policiais Morge, Pina, Rita e Rosângela.

 

Fonte: Diário do Litoral






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES