Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

terça-feira, 3 de setembro de 2013

0

CAPAS DE COLETES BALÍSTICOS DA GUARDA PORTUÁRIA SÃO APREENDIDAS COM ACUSADO DE TRÁFICO






Gustavo Oliveira, o Gustavo GT, foi surpreendido com drogas e armas. Delegado informou que o irmão do acusado será indiciado após ser localizado

Polícia Civil capturou na manhã do dia 22 de agosto, Gustavo Vieira Alves de Oliveira, o Gustavo GT, de 30 anos, por tráfico de drogas e porte ilegal de armas. O acusado foi surpreendido pelos investigadores, do 2º Distrito Policial de Santos (Jabaquara), em sua residência na Rua Princesa Isabel, na Vila Belmiro.

Entorpecentes, armas, munições, diversos telefones celulares e quatro capas de coletes balísticos da Guarda Portuária estão na relação de apreensões realizadas na moradia.

Os policiais do 2º DP realizaram a revista na casa com respaldo de mandado de busca e apreensão expedido pela 4ª Vara Criminal. Denúncias de que Gustavo GT e seu irmão realizavam a venda de drogas desencadearam as investigações que resultaram no pedido do mandado.

O irmão não foi localizado na residência, mas será indiciado após ser localizado, conforme informou o delegado Francisco Garrido Fernandes, titular do 2º DP.

Por volta de 8h30, a equipe policial entrou no imóvel. Na casa estavam Guilherme GT, a namorada e a mãe dele. O irmão suspeito já havia saído para trabalhar.

Dentro de um guarda-roupa estavam uma espingarda calibre 12, dois revólveres calibre 38, uma pistola calibre ponto 40, diversas munições e três pedras com cocaína á granel. Em uma caixa de papelão no banheiro os policiais recolheram quase 400 gramas de cocaína, entre cápsulas, papelotes e porções á granel, duas balanças de precisão e outros utensílios relacionados ao tráfico.

Ainda na residência os policiais apreenderam as capas de coletes balísticos, um cano de arma sem numeração aparente, 12 telefones celulares e 28 chips.

Gustavo GT confessou que todo o material ilícito lhe pertence.

Após ser autuado no distrito, ele teve como destino a cadeia anexa ao 5º DP (Bom Retiro), na Zona Noroeste.

Sob o comando do delegado Garrido e do investigador-chefe, Paulo Álvaro Ribeiro, participaram do flagrante os policiais Morge, Pina, Rita e Rosângela.

 

Fonte: Diário do Litoral






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES