Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

0

PORTO DE PARANAGUÁ INVESTE NA SEGURANÇA E ACESSO AO CAIS



Serão licitadas duas obras que compreendem novas balanças de fluxo e um portão para acesso de pessoas totalmente equipado com mecanismos de inspeção.



O Governador do Paraná, Beto Richa, autorizou a realização de dois procedimentos licitatórios para aumentar a segurança e melhorar os acessos à faixa primária de cais no Porto de Paranaguá. No dia 18 de novembro, serão abertos os certames para a construção de um novo prédio para os setores de segurança da Appa – onde funcionará o controle de acesso de trabalhadores avulsos ao cais – e a construção de duas novas portarias equipadas com balanças para acesso de caminhões ao cais. Somadas, as obras têm valor máximo de R$ 10,5 milhões e serão pagas com recursos próprios da Appa.
 


O novo prédio abrigará o setor de segurança da Appa, ou seja, será a nova sede da Guarda Portuária, do setor de saúde e medicina do trabalho e terá o portão de entrada e saída dos trabalhadores do Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo). O local será equipado com equipamento de inspeção de bagagens, dotado de máquina de raio X, torniquete bidirecional para passagem de entrada e saída de pedestres, leitores de biometria e smart card. Orçada em R$ 4,5 milhões, a obra – após licitada – deve estar concluída em um ano.



Já as novas balanças de acesso aos caminhões têm valor orçado em R$ 6 milhões. A crescente movimentação de caminhões e o aumento na movimentação das cargas têm mostrado a necessidade de ampliação das portarias equipadas com balanças. Atualmente, o Porto de Paranaguá possui seis balanças rodoviárias de acesso ao cais. Com a proposta das edificações a serem construídas, somando-se a obra de adequação da portaria principal, as portarias de acesso ao cais passariam a ter doze balanças rodoviárias. O resultado será um aumento de 100% ao número de balanças rodoviárias existentes, e uma nova estrutura de escritórios, com melhores condições de trabalho para os funcionários da Appa, tendo como consequência a modernização e velocidade do processo de entrada ao cais e suas atividades de importação e exportação.



 “Todo o trabalho que temos realizado tem por objetivo reduzir filas, melhorar o nível de serviço e ampliar a segurança. Com o controle maior nos acessos de pessoas e maior fluidez na entrada e saída de caminhões do cais, atingiremos estes objetivos”, explica o superintendente da Appa, Luiz Henrique Dividino.

Fonte: APPA
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES