Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

8

GUARDA PORTUÁRIA APRENDE PASTA DE COCAÍNA NO PORTO DE BELÉM




Por volta das 08H15 do último domingo (01), por ocasião da chegada de embarcação proveniente de Manaus/AM, a equipe da Guarda Portuária do Porto de Belém recebeu uma informação de agentes penitenciários e policiais militares que executavam a escolta de um preso de outro município, dando conta que passageiros em atitude suspeita tinham sido monitorados por eles durante a viagem e poderiam estar transportando drogas no interior da embarcação.

O agente prisional informou à guarnição da Guarda Portuária as características do suspeito. Ele foi flagrado por um Inspetor da Guarda e pelo agente prisional descartando os recibos das bagagens no lixo do Terminal do SETRAN, com os nomes de suas acompanhantes relacionados à carga suspeita. 




Após o reconhecimento do mesmo e da bagagem que estava sob sua responsabilidade, a guarnição resolveu vistoriar os eletrodomésticos transportados por eles, sendo descoberta farta quantidade de entorpecente (47 volumes totalizando aproximadamente 50 kg), provavelmente pasta de cocaína, escondidos no interior de fogões e máquinas de lavar, que estavam encaixotados.


Foi solicitado o comparecimento da Policia Federal. O preso e o material apreendido quando foram conduzidos até a sede Delegacia de Polícia Federal – DPF, situada na Avenida Almirante Barroso, para lavratura de auto de prisão em flagrante, onde o suspeito foi autuado por tráfico de entorpecentes e os objetos juntamente com a droga ficaram apreendidos.











8 comentários:

  1. EIS AÍ DOIS GRANDES PROFISSIONAIS DO QUADRO DA GUAPOR DO PARÁ.

    PARABÉNS.

    ATT

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir
  2. Não considero prudente expor fotos dos agentes responsáveis pela ação??????????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O trabalho realizado, assim como quem o executa, tem que ser valorizado.

      Excluir
    2. Concordo com a valorização. Assim como imagino que voce seja, sou apaixonado pela Guarda Portuária e gosto do que faço, mas voce como especialista em segurança com um curriculo tão extenso sabe a que me refiro. Nem precisa postar este comentário, apenas reflita!
      Estas ações, sejam aqui, aí, no Rio ou em qualquer outro porto são essenciais aos nossos objetivos, mas podemos valorizar nossa categoria narrando os fatos, mostrando o material, mas preservando as identidades e a imágens dos agentes.
      Grato pela atenção!

      Excluir
    3. Todo debate em alto nível é salutar.No meu ponto de vista, não há problema nenhum em expor que participa de uma ação policial, desde que ela tenha ocorrida dentro da legalidade. O vagabundo não gosta, e busca a vingança, quando ele é preso por meios escusos, quando ele é humilhado, quando acordos não são cumpridos. Eu já participei de várias ações policiais aqui no Porto de Santos, desmantelei quadrilhas, detive policiais, participei de troca de tiros onde houve morte de meliante e nunca me esquivei de me expor (exemplo: Navio Isomeria e Navio Lausane), publicadas aqui no Blog), convivo diariamente com vários vagabundos do qual participei da prisão, já estive jurado de morte, no entanto, até hoje não sofri nenhuma represália, pelo contrário, sou respeitado, esses vagabundos que já me conhecem, evitam praticarem atos no meu horário de trabalho, e aqui em Santos somos nós mesmos da Guarda Portuária que damos voz de prisão e conduzimos os elementos detidos a repartição policial. Já estive em fóruns, tanto na justiça do Estado como na Federal, e na frente do elemento detido afirmei que ele foi o autor do delito, e depois cruzei com o mesmo elemento no cais.
      Os verdadeiros policiais, e são poucos, não se omitem e nem se escondem, eles tem orgulho do trabalho que realizam.
      Pelo o que eu, o trabalho realizado pelo Inspetor Samuel e sua equipe foi realizado dentro de toda a legalidade, razão pela qual ele, em nenhum momento, expressou o desejo que o trabalho não fosse divulgado, pelo contrário, ele se orgulha da ação realizada.
      Quando divulgo trabalhos como o dele, tenho a intenção de contagiar outros colegas. Seria tão bom se a Guarda Portuária do Pará tivesse outros inspetores como o Samuel.

      Excluir
  3. Concordo com o gp pará. Sugiro retirar as imagens, pois o trabalho e a GP, estão devidamente valorizados...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se alguém tem que solicitar a retirada das imagens é o Inspetor Samuel ou os guardas envolvidos.

      Excluir
  4. CARLOS,

    TALVEZ OS COLEGAS, AO PEDIR QUE RETIRES AS FOTOS, ESTEJAM CERTOS.

    ASSIM COMO VC ESTA CERTO AO DIZER QUE O INSPETOR EM QUESTÃO ASSUMIU OS RISCOS AO NÃO SE OPOR A PUBLICAÇÃO DAS IMAGENS.

    BELÉM É UMA CIDADE MUITO VIOLENTA.

    MAS, E A VIOLENCIA INSTITUCIONAL QUE A GUARDA PORTUARAI DO PARÁ SOFRE QUANDO: NOS OBRIGAM A TRABALHAR EM DESVIO/ACUMULO DE FUNÇÃO; ASSEDIAM MORALMENTE A PONTO DE ESTAREM MUITOS DOENTES E DE BENEFICIO; QUANDO DEMITEM COMPANHEIROS OU FAZEM SE DEMITIR INJUSTAMENTE; QUANDO NÃO RESPEITAM NOSSAS DIREITOS TRABALHISTAS; QUANDO TERCEIRIZAM NOSSO SERVIÇO, COM ALGUMAS PERDAS DE POSTO DE FORMA HUMILHANTE E ARBITRARIA, COMO FOI COM O GP DIEGO QUANDO ESTAVA NO CFTV DE MIRAMAR

    A PIOR VIOLENCIA QUE ESTÃO COMETENDO CONTRA A GP DO PARÁ É A PROPRIA CATEGORIA CONTRA SI MESMA , QUANDO NOS OMITIMOS E NÃO NOS UNIMOS PÁRA MUDAR ESSE ESTADO DE COISAS QUE SÃO PROMOVIDA POR GESTORES EQUIVOCADOS OU PSEUDOS GESTORES E QUE TEM ODIO PELA CATEGORIA DA QUAL NÃO DEVERIAM JAMAIS FAZEREM PARTE.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES