Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

0

POLÍCIA FEDERAL PRENDE TRAFICANTES DE ARMAS QUE UTILIZAVAM O PORTO DE SANTOS





A Polícia Federal desmantelou uma quadrilha que traficava armas através do Porto de Santos. As armas eram compradas legalmente em Miami, nos Estados Unidos e embarcadas para o Brasil.

A base da quadrilha funcionava na cidade de Engenheiro Caldas-MG, onde boa parte da população já morou nos Estados Unidos.


 Vicente de Paulo Vieira e seu filho Marco Vieira 

Vicente de Paula Vieira é apontado como o chefe da quadrilha. Ele e o filho, Marco Vieira iam diversas vezes por ano ao exterior.


 Sergio Vieira de Carvalho e Moisés Vieira

Sergio Vieira de Carvalho e Moisés Nogueira, outros integrantes da quadrilha, eram os responsáveis de comprar as armas legalmente em Miami, depois procuravam famílias de mudança para o Brasil com todos os móveis e davam um jeito de rechear os colchões com armas pesadas.


 Carioca era o responsável de retirar as armas do Porto de Santos

Era assim que fuzis e metralhadoras chegavam ao Porto de Santos. No porto, quem era responsável pelo recebimento da carga era Marcio de Souza Silva, conhecido como Carioca.

Segundo a investigação da Polícia Federal, carioca transportava as armas contrabandeadas em carros com fundo falso. Braz Clementino da Silva era o responsável pelo preparo desses compartimentos nos veículos.


 Braz preparava o fundo falso dos veículos

Esta quadrilha mineira pagava R$ 3.000,00 (três mil reais) por cada arma e as vendia por até R$ 30.000,00 (trinta mil reais). Os integrantes da quadrilha enriqueceram rapidamente sem trabalhar e bocavam banca naquela pequena cidade.

As armas depois de recebidas no Porto de Santos eram transportadas para a cidade de Engenheiro Caldas-MG e depois distribuídas para os traficantes das Comunidades da Rocinha e do Vidigal, no Rio de Janeiro-RJ.

Segundo um integrante da Polícia Militar do Rio, vários tipos de armas já foram apreendidos nas comunidades cariocas, tais como, FAL, Ruger Calibre 556, Pistola Ponto 30, Ak, HK.


Veja a reportagem completa exibida no programa Domingo Espetacular da Rede Record:









Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES