Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA APREENDE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS

O contêiner onde a droga estava escondida tinha como destino o Porto de Algeciras, na Espanha. Dois elementos foram presos em flagrant...

sexta-feira, 18 de abril de 2014

1

GUARDA PORTUÁRIA REALIZA OPERAÇÃO PADRÃO


A vários anos a Codesa não fornece uniforme aos guardas portuários


Ontem (17), a Guarda Portuária dos Portos Públicos do Espírito Santo deu início a uma Operação Padrão por prazo indeterminado, nos Portos de Vitória e Capuaba - Vila Velha, conforme deliberação da categoria tomada em assembleia dia 07 último.

 Na ocasião, em conjunto com o SUPORT-ES - Sindicato Unificado da Orla Portuária, todos os funcionários da Autoridade Portuária no Estado do Espírito Santo - CODESA, tanto aqueles associados ao SINDGUAPOR-ES - Sindicato da Guarda Portuária, quanto os associados ao SUPORT-ES decidiram por uma paralisação de 48 horas que se encerrou às 7 horas desta quinta-feira.

Em continuidade ao movimento, a Guarda Portuária decidiu desencadear uma Operação Padrão, que consta na checagem de toda a documentação dos condutores e dos veículos que pretendam adentar as áreas dos Portos Públicos, averiguando aspectos e condições de equipamentos, tanto dos veículos quanto das cargas transportadas. Todos aqueles que não se enquadrarem dentro de padrões ambientais e de segurança do trabalho serão impedidos de acessarem os terminais portuários, mesmo os veículos de passeio pertencentes a funcionários destes terminais.

A motivação, tanto para a paralisação total por 48 horas, quanto para a deflagração da Operação Padrão por prazo indeterminado deve-se à insatisfação dos funcionários da Codesa em relação ao PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS que a empresa pretende implementar de comum acordo com a SEP/PR - Secretaria de Portos da Presidência da República e o DEST - Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, órgão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Tal Plano de Cargos e Salários estar muito aquém das expectativas e necessidades das categorias trabalhistas que laboram na Codesa

A Operação padrão causou uma enorme fila na entrada do Porto de Capuaba, localizado em Vila Velha

O Plano proposto possui uma tabela de vencimentos muito abaixo daquelas que recentemente foram implementadas na CODESP - Companhia Docas do Estado de São Paulo e CDRJ  -  Companhia Docas do Rio de Janeiro.

O último concurso para a Guarda Portuária foi realizado em dezembro de 2005 e os aprovados só tomaram posse a partir de março de 2008. Já o último concurso para funcionários de níveis médio e superior com lotação na área administrativa foi realizado a cerca de três anos atrás. Em todas estas categorias, Guarda Portuária como também na área administrativa houveram muitos pedidos de demissões, pois os salários pagos não são atraentes e faltam perspectivas de crescimento dentro da empresa.

O atual Plano de Cargos e Salários data de 2.000, tendo portanto 14 anos e já está a muito precisando ser revisto. Quando pensamos que a Codesa, a SEP e o Ministério do Planejamento iriam implementar um Plano de Cargos e Salários semelhante àqueles efetivados nas outras Companhias Docas da região Sudeste fomos surpreendidos com um PCES que desvaloriza o trabalhador portuário capixaba. Se tal Plano de Cargos e Salários vier a ser implementado na CODESA ela continuará a perder funcionários, pois tal plano não oferece atrativos.

A Operação Padrão efetuada em Capuaba - Vila Velha atrasou bastante o funcionamento de todos os terminais lá instalados. Inclusive ocasionando o cancelamento de operações por parte dos mesmos, como foi o caso do LOGIN-TVV, terminal que opera carga e descarga de containers. O TVV transferiu para as 13 horas a operação que deveria ter se iniciado as 7 horas e transferiu também a operação marcada para as 13 horas para as 19 horas.

A Guarda Portuária não enfrentou maiores problemas na Operação Padrão que foi aplicada de acordo com as normas internacionais de segurança portuária determinada pelo ISPS-Code - Código Internacional de Segurança de navios e Instalações Portuárias e as Normas de Acesso de Pessoas e Veículos.



Fonte: SINDGUAPOR






    

Um comentário:

  1. BELEZA DE MOVIMENTO. COM CERTEZA A OPERAÇÃO PADRÃO É A MAIS EFICAZ DENTRE
    TODAS AS OPÇÕES DE LUTA , ISSO DENTRO DO QUADRO DOS PORTOS LÓGICAMENTE ; NÃO
    SE DESCARTANDO OUTRAS AÇÕES .
    AS GUARDAS PORTUÁRIAS COMO UM TODO TEM QUE LUTAR CONSTANTEMENTE , VISTO QUE
    SÃO ALVOS FREQUENTES DE ATAQUES E DESCASOS .
    GUARDA SEMPRE ALTA .
    PARABÉNS A TODOS QUE PARTICIPARAM DE UMA FORMA OU OUTRA.

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES