Postagem em destaque

FISCALIZAÇÃO CONSTATA IRREGULARIDADES EM PORTO DO PARÁ

Essas fiscalizações ocorreram em virtude de denúncia de trabalhadores portuários que, sem representatividade de fato, buscaram por mei...

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

0

GUARDA PORTUÁRIA APOIA BOMBEIROS EM QUEDA DE AVIÃO QUE MATOU EDUARDO CAMPOS


Diversas autoridades, entre elas a Guarda Portuária, participaram da operação

O Corpo de Bombeiros solicitou o apoio da Guarda Portuária no incêndio ocasionado pela queda de uma aeronave na esquina das ruas Alexandre Herculano e Vahia de Abreu, no Bairro do Boqueirão, em Santos, litoral de São Paulo.
Compareceram ao local o Coordenador Wagner Pinheiro e os guardas portuários Márcio, Caetano, Silvio Farias, Maurício, César, Lima e Franco, e os guardas brigadistas Marco Dias, Vicente, Bastos com quatro viaturas e o caminhão Auto Bomba Tanque – ABT, da Brigada de Incêndio.
No início, todo o trabalho de emergência foi coordenado pelo Corpo de Bombeiros, sob o comando do Coronel Pereira Martins, posteriormente por se tratar de acidente aéreo, o comando passou a ser do CENIPA – Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes da Força Aérea brasileira.
As diversas autoridades presentes, Aeronáutica, Polícia Federal, Polícia Civil, Guarda Municipal, CETESB, Defesa Civil de Santos realizavam um trabalho em equipe, entre elas, o Secretário de Segurança Pública Fernando Grella Vieira.
O caminhão ABT da Guarda Portuária apoiava e abastecia os caminhões do Corpo de Bombeiros. Foi solicitada a Guarda tubos de oxigênio e espuma de combate a incêndio.

Segundo foi apurado pelo Portal Segurança Portuária Em Foco, durante a permanência no local, que se estendeu até por volta das 14h30, a Guarda Portuária participou, juntamente com as outras autoridades presentes, das reuniões para a decisão dos procedimentos que seriam tomados durante toda operação.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES