Postagem em destaque

DELEGADA ASSUME A PRESIDÊNCIA DA CONPORTOS

Nelbe Ferraz de Freitas, 37, foi designada pelo Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública Na última quarta-feira (04), Nel...

domingo, 3 de agosto de 2014

0

PIRATAS ATACAM NO PORTO DE RIO GRANDE


Navio Celanova, de bandeira espanhola foi atacado quando estava fundeado no porto

Dois navios foram invadidos durante a madrugada da última quinta-feira (31), no Porto do Rio Grande, no Sul do Rio Grande do Sul. Os "piratas" usaram um pequeno bote para se aproximar das embarcações.
Um dos navios, de bandeira malteza, foi invadido por volta das 3h da madrugada, a 10 milhas (18,5 km) além da barra. Os invasores violaram alguns contêineres e teriam fugido em uma pequena embarcação, levando embalagens de carne.
O segundo ataque ocorreu por volta das 5h, no canal do porto. Desta vez, os piratas invadiram o Navio Celanova, de bandeira espanhola, que transporta gás. A embarcação estava fundeada no porto, próximo de São Jose do Norte. Um dos tripulantes percebeu a presença de três homens no convés da embarcação e acionou o alarme do navio. Após serem identificados, os invasores deixaram a embarcação provavelmente descendo por cordas até o bote, onde estava outro indivíduo. Do bote, foram feitos disparos contra a tripulação. Nada foi levado.
A Polícia Federal realizou a coleta de provas e impressões digitais e ouviu a tripulação dos navios invadidos para tentar identificar os autores das ações criminosas. Além disso, as imagens das câmeras de segurança do Porto de Rio Grande foram solicitadas para auxiliar nas buscas aos suspeitos. A Polícia também não descartou que o mesmo grupo seja o autor dos dois ataques.
Em nota, a Superintendência do Porto de Rio Grande classificou os ataques como um fato isolado e disse que está instalando câmeras em locais estratégicos do porto, que possibilitarão a visualização constante tanto dos navios que atracam no porto, assim como aqueles que estão nas áreas de fundeio (aguardando para atracar). Reuniões com os responsáveis pela segurança de todos os terminais do porto também estavam previstas.
Na sexta-feira (01) foi tomado o depoimento dos tripulantes dos dois navios que foram atacados. Os casos inusitados motivaram uma reunião de emergência da polícia.
Há 10 anos, o porto gaúcho não registrava casos de pirataria. Bastaram duas ocorrências para as autoridades ficarem novamente em alerta. Os navios, de bandeiras espanhola e maltesa, foram atacados da mesma forma, em um intervalo de duas horas e meia.
“Não há nenhum indício de que haja uma ação de uma organização criminosa voltada ao roubo de navios, mas preocupa, por outro lado, a audácia dessas pessoas que nesses casos resolveram atacar as embarcações”, afirmou o delegado da Polícia Federal, Gabriel Leite.
A marinha abriu um inquérito e vai redobrar o patrulhamento no canal de navegação. O porto vai instalar duas novas câmeras de monitoramento.

“Os assaltantes não levaram nada. Não passou, ainda, de uma ação isolada. Nós estamos investigando e vamos ter, em pouco tempo, uma definição do que realmente ocorreu”, disse o superintendente do Porto de Rio Grande, Dirceu Lopes.
Vídeo da RBSTV, editado por Segurança Portuária Em Foco

Comunicado da Superintendência do Porto do Rio Grande
A SUPRG vem, por meio deste, esclarecer em relação ao incidente ocorrido, nesta quinta-feira (31), com o navio Celanova, de bandeira da Espanha, que está fundeado na área Golfo 1, no canal de acesso ao porto.
A Superintendência do Porto do Rio Grande (SUPRG) vem, por meio deste, esclarecer quanto ao que segue:
1º. Em relação ao incidente, nesta quinta-feira (31), com o navio Celanova, de bandeira da Espanha, que está fundeado na área Golfo 1 no canal de acesso ao porto, a SUPRG, primeiramente, repudia o ocorrido;
2º. Além disso, é importante salientar que tratou-se de um fato isolado e que a SUPRG está tomando as medidas necessárias cabíveis;
3º. Dessa forma, apesar de estar em andamento o processo de implantação do Sistema de Monitoramento de Tráfego de Navios VTMIS, sigla em inglês para Vessel Traffic Management Information System, a SUPRG está realizando a instalação das câmeras em locais estratégicos do Porto do Rio Grande. Estes equipamentos possibilitarão a visualização constante dos navios que atracam no porto e daqueles que estão nas áreas de fundeio.    
4º. Entretanto, a direção da SUPRG permanece em contato com os órgãos de segurança para auxiliar nas investigações do ocorrido e para coibir este tipo de ato.
5º. No final da tarde desta quinta-feira (31), serão realizadas reuniões da SUPRG com os responsáveis pela segurança de todos os terminais e órgãos de segurança e controle para debater sobre a eficiência e necessidade das medidas de segurança.  




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES