Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

0

PF DESARTICULA QUADRILHA DE LIBANESES QUE AGIA EM SANTOS E PARANAGUÁ


(Foto: Divulgação Receita Federal)


A Polícia Federal deflagrou na última quarta-feira (10) a Operação Beirute, que desarticulou uma organização criminosa de narcotraficantes liderada por libaneses que atuava em São Paulo e no Paraná. Onze pessoas foram presas e uma se encontra foragida.

Foram cumpridos 24 mandados de busca e apreensão nos Estados de São Paulo e Paraná, nas cidades de Rio Claro, São Paulo, Santos e Curitiba.

O inquérito policial foi instaurado em julho de 2013. Desde o início da investigação foram presas 5 pessoas e realizadas três apreensões de cocaína, totalizando quase 2 toneladas. Em uma delas, realizada em julho na cidade de Ipeúna/SP, a PF apreendeu mais de uma tonelada que estavam escondidos numa carga de pisos de porcelanato que teria destino a Europa. Foi a maior apreensão da droga em 2014, em todo Brasil.

A cocaína era comprada na Bolívia e remetida para o interior de São Paulo. Lá era escondida em meio a produtos exportados para países da África, da Europa e do Oriente Médio, pelos portos Santos/SP e Paranaguá/PR.

Segundo a Polícia Federal (PF), desde o início da investigação, foram presas cinco pessoas e realizadas três apreensões de cocaína, totalizando 1,5 tonelada. Em uma delas, em 8 de julho na cidade de Ipeúna, interior de São Paulo, a PF apreendeu 1.180 quilos que estavam escondidos em uma carga de pisos de porcelanato que teria a Europa como destino. Foi a maior apreensão da droga em 2014, em todo Brasil.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, com penas de oito anos a 30 anos de reclusão.


Vídeo TV Tribuna



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES