Postagem em destaque

NOVO COMANDO NA GUARDA PORTUÁRIA DO RIO DE JANEIRO

Capitão reformado da Polícia Militar, Hugo, já comandou a Guarda Portuária em outra oportunidade No dia seis de setembro, o presid...

sábado, 17 de janeiro de 2015

0

MAIS DE 9 KM DE CABOS SÃO FURTADOS DE USINA QUE FORNECE ENERGIA AO PORTO



Pela segunda vez em menos de dois meses, a Usina Hidrelétrica de Itatinga, que fornece energia elétrica para o Porto de Santos, foi palco de uma ação audaciosa de bandidos. Desta vez eles furtaram 9,4 quilômetros de cabos de linhas de transmissão. Em novembro, 8 quilômetros de fios de cobre foram furtados. A Guarda Portuária e a Polícia Civil, em Bertioga, investigam o caso.
Devido ao volume envolvido, suspeita-se que caminhões sejam utilizados pelo bando para transportar os cabos furtados.
De acordo com a Companhia Docas do Estado de são Paulo (Codesp) administradora do Porto, esse último furto aconteceu no final da semana passada. Os ladrões costumam atuar de madrugada, período em que não despertam suspeitas por conta da escuridão.
A transmissão de energia elétrica da Usina de Itatinga é feita por cabos, que atravessam uma mata de difícil acesso em Bertioga. Desta vez os bandidos furtaram fios na região do Morro do Careca e da Fazenda Cabuçú, que ficam próximos à Rodovia Rio-Santos.
A Codesp registrou a interrupção no fornecimento da energia no momento do furto, mas como o local é afastado, não há como flagrar os ladrões. Novamente a suspeita é de que uma quadrilha especializada tenha sido responsável pelo furto.
Além de conhecer bem a mata, os bandidos têm conhecimentos avançados em eletricidade. Eles conseguem desarmar o sistema após jogarem uma corrente de ferro entre os fios, causando um curto-circuito. Com isso, conseguem retirá-los sem o risco de serem eletrocutados. Segundo comerciantes especialistas em eletricidade, esses fios têm em torno de 40 centímetros de diâmetro.
Após o primeiro furto, quando 8 quilômetros de fios simplesmente sumiram da mata, A Codesp optou por trocar os cabos de cobre pelos de alumínio, que tem um valor comercial menor. Assim a estatal espera que os bandidos percam o interesse nos fios.
Além disso, quatro viaturas da Guarda Portuária são utilizadas em rondas periódicas em pontos próximos de onde os cabos estão sendo furtados. Mas, ao que tudo indica os bandidos não se sentem nem um pouco intimidados.
Usina
A Usina de Itatinga fica às margens da Rodovia Rio-Santos (SP-055), na altura do município de Bertioga, e os cabos estavam em uma área de mata.

Dos 23 MW consumidos pelo Porto de Santos, a hidrelétrica de Itatinga é responsável por 15 MW. Os outros 8 MW são obtidos por concessionárias de energia elétrica. Na Margem Direita(Santos) a compensação é feita pela CPFL. Já na Margem Esquerda (Guarujá), as redes são segregadas e os terminais recebem energia, além da usina, das concessionárias CPFL e Elektro.


Fonte: Jornal A Tribuna



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES