Postagem em destaque

FISCALIZAÇÃO CONSTATA IRREGULARIDADES EM PORTO DO PARÁ

Essas fiscalizações ocorreram em virtude de denúncia de trabalhadores portuários que, sem representatividade de fato, buscaram por mei...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

0

PORTO CAPACITA FUNCIONÁRIOS SOBRE SISTEMA EM CASOS DE ACIDENTES



Técnicos de segurança no trabalho e representantes das 29 empresas que operam no Porto de Paranaguá participaram no último dia 11 de fevereiro de uma capacitação sobre o Sistema de Comando de Incidentes (SCI), usado mundialmente em casos de acidentes. O curso foi promovido pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA) com o objetivo de preparar os funcionários que atuam na área portuária para a ação no caso de acidentes.
As empresas que operam no porto de Paranaguá – incluindo importadores, exportadores, empresas que fazem armazenamento de grãos e que atuam em todos os ramos da operação portuária - integram um Plano de Auxílio Mútuo (PAM) em caso de acidentes com vítimas, acidentes ambientais, vazamentos de produto químico perigoso, incêndio ou explosões.

O capitão Ícaro Gabriel Greinert, coordenador regional de Proteção e Defesa Civil Adjunto do Litoral do Paraná e que ministrou o curso, afirmou que este tipo de orientação é fundamental para agir com maior eficiência em grandes emergências. “Trata-se de um modelo de organização para agir quando algum desastre ou acidente acontece, estabelecendo prioridades e critérios nas ações”, afirma.
O diretor presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino, explicou que o PAM é uma normativa para o trabalho portuário, sob a coordenação da Administração Portuária. “Todas as empresas devem atuar de forma integrada para conter um possível acidente”, disse ele.
Sistema Integrado              
O Sistema de Comando de Incidentes (SCI), ferramenta de gerenciamento possibilita a estabilização do incidente e a proteção da vida, da propriedade e do meio ambiente, foi um dos temas do curso.
“É fundamental que todos estejam alinhados para agir de maneira mais rápida e eficaz quando os incidentes acontecem”, disse Everton Martins da Silva, responsável pela segurança do trabalho da Martini Meat. Além da empresa, participaram do curso, representantes do Rocha, Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), Cargill, Transpetro, Ibama e Defesa Civil de Paranaguá.

Entre as técnicas abordadas, estão métodos de triagem de vítimas de acidentes, estratégias de comunicação em emergências e divisão de trabalho entre os socorristas.

Fonte: APPA.

*Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor. O nosso papel é apenas manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto.

*Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES