Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA APREENDE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS

O contêiner onde a droga estava escondida tinha como destino o Porto de Algeciras, na Espanha. Dois elementos foram presos em flagrant...

terça-feira, 24 de março de 2015

2

GUARDA PORTUÁRIA E PORTUÁRIOS IRÃO PARALISAR PORTOS DO PARÁ



Em assembleias realizadas nos portos de Belém, Vila do Conde e Santarém as Categorias de Guardas Portuários e Portuários decidiram dar um basta nos desmandos da alta administração da Companhia Docas do Pará – CDP, definindo um calendário de manifestações.
Além dos desmandos, o intuito também é de convencer a Diretoria da CDP a fechar o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2014/2015, o qual já vem se arrastando desde junho de 2014, causando sérios prejuízos aos trabalhadores cedepeanos.

Segundo Jonas Melo presidente do SINDIGUAPOR, todas as tentativas de diálogo foram postas a alta administração, no entanto não se obteve êxito, assim coube aos sindicatos apresentarem as situações que vêm causando sérios prejuízos, além de transtornos aos trabalhadores, em assembleia e, decidir junto com os portuários, quais os caminhos a serem seguidos.

Sendo decidido por todos os presentes em todas as assembleias realizadas nos portos administrados pela CDP, pelo estado de Greve a partir do dia 21 e pela paralisação, a qual no primeiro momento será de 02(duas) horas e ocorrerá no dia 26 de março e, posteriormente será de 12 (doze) horas e ocorrerá no dia 31 do mesmo mês.

A decisão, tida como extrema pela Diretoria da CDP, reflete o fato de que os sindicatos SINDIGUAPOR e SINDIPORTO, desde junho de 2014 vêm tentando sensibilizar a Diretoria da Companhia em fechar o Acordo Coletivo de Trabalho (2014/2015) dos funcionários, porém até a presente data não tiveram resposta, sendo que essa situação fragiliza todos os trabalhadores, principalmente porque a alta da inflação corrói o poder aquisitivos desses pais de famílias.

Outros fatores (desmandos) culminaram para a decisão da categoria, como por exemplo, a ineficiência do sistema hoje adotado pela Companhia Docas do Pará (CDP), o qual vem trazendo sérios transtornos a todo os trabalhadores, tais como: Descontos indevidos, falta de cumprimento do ACT vigente, obras inacabadas, além de posicionamento quanto ao enquadramento do nível médio da Guarda Portuária, também são alguns dos fatores que contribuíram para a posição das categorias.

Fonte: SINDIGUAPOR

*Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor. O nosso papel é apenas manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto
                                                                                
*Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.




2 comentários:

  1. SO QUEM LUTA CONQUISTA,SINDICATO É ISTO LUTA PELA CATEGORIA
    VAMOS FAZER NOSSA PARTE.

    Att;LÚCIO RICARDO NATAL
    DIRETOR DO SINTAC
    EM STA CATARINA.

    ResponderExcluir
  2. JÁ NÃO ERA SEM TEMPO.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES