Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

2

LADRÕES ARMADOS INVADEM PORTO NO ESPÍRITO SANTO




Câmeras flagram a ação de bandidos no porto para roubar fios de cobre.
O sindicato denuncia a falta de segurança.
Os funcionários trabalham sem armas e coletes.


Porto de Capuaba, madrugada do dia 24 de setembro. Uma quadrilha invade o depósito de grãos do porto. O que eles querem são os fios de cobre que alimentam as máquinas do sistema. Ao todos são setes elementos carregando os cabos em grande quantidade, eles tem acesso livre ao local, entram e saem várias vezes com a maior facilidade.
Os ladrões levam vários cabos de cobre

As câmeras de monitoramento do depósito flagraram os criminosos portando armas. As imagens mostram os bandidos cortando os cabos de cobre do teto usando serras. No momento da ação criminosa o prédio do depósito estava sem vigilância.
Não satisfeitos, retornam ao local

O Sindicato da Guarda Portuária no Estado do Espírito Santo (Sindguapor) denuncia a falta de efetivo: “Além deste fato, os coletes balísticos estão vencidos desde 2013 e o porte de arma de todos os integrantes da Guarda Portuária do Espírito Santo, estão vencidos também desde 2013”, disse Jorcy de Oliveira Filho, diretor de Relações Institucionais do sindicato.
Eles utilizam serras para o corte dos cabos

As imagens que foram captadas da ação da quadrilha foram instaladas pelos próprios funcionários do silo. Por causa desse furto, as operações desse depósito de grãos ficaram sem funcionar por dois dias, aí o prejuízo foi enorme, um pelo material furtado e outro pela parada do sistema.
Guarita abandonada

De acordo com o sindicato, nenhum dos criminosos foi preso ainda. Do lado de fora do porto vemos uma situação que facilita em muito a ação dos bandidos: Falta de arame farpado com cerca de proteção, buraco no muro onde uma pessoa passa facilmente por ele e uma guarita que está sem guarda a mais de um mês.
Muros sem arame farpado
Buracos nos muros






“Toda á área perimetral da Codesa, a gente já vem denunciando isso há algum tempo, ela está completamente abandonada, são cercas esburacadas, os meliantes, e qualquer pessoa entram pelos muros a hora que quiser e bem entender”, José Maria Castro, presidente do Sindicato da Guarda Portuária.
“Eu parei meia hora para descansar um pouquinho e eu fiquei sem os cones, estepe foi embora, roubam óleo diesel. Tem carro de madrugada que passa na rotatória dentro de Capuaba que não é abordado e a gente não sabe quem são esses caras”, disse Jandher Lamas, do Sindicato dos Caçambeiros.
Codesa


Silo fica na área administrada pela Codesa, no Porto de Capuaba
A Codesa informou que está comprando mais de 150 coletes para atender inclusive os novos guardas que serão contratados através de concurso. O edital está sendo finalizado. Quanto às armas, a companhia aguarda a resposta da Polícia Federal para a liberação do porte. Em relação a facilidade de  acesso, alega que a área citada pelo sindicato não é de sua responsabilidade. Era vigiada por vigilantes particulares, mas o contrato acabou e por ordem da justiça não foi renovado.
Sindguapor


José Maria Loureiro de Castro, presidente do Sindguapor
Segundo o sindicato, a Codesa mente ao dizer que a área por nós mostrada não é de sua responsabilidade e diz quanto ao porte estar aguardando providências da PF, quando o fato é justamente o contrário, pois a Codesa enviou ofício ao Delegado PF - Dr. Adriano, titular da Deleaq - SPF/ES, solicitando a suspensão "sine die" da aplicação da prova. Até hoje a Companhia não adquiriu munição e nem providenciou treinamento para a realização da prova.
Mente também ao dizer que a área não é da Codesa. Até recentemente o local era guarnecido por vigilantes contratados pela Companhia, no entanto, uma decisão judicial proibiu a renovação do contrato e obrigou a realização de um concurso público que, até o momento não foi realizado.
“E uma vergonha a Codesa ter gasto milhões com um sistema de videomonitoramento que é ineficaz. No silo não existem câmeras da empresa, foram os próprios funcionários que se cotizaram para adquirir e instalar os equipamentos”, falou Jorcy.

Leia Também:

Matéria exibida no telejornal Tribuna Notícias - 2ª Edição do dia 02.10.15




A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

* Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


2 comentários:

  1. SE O NARIZ DESSA GENTE CRESCESSE!! NECESSITARIA DE ESCOLTA PARA ENTRAR NO PORTO
    DARIA EXCESSO DE COMPRIMENTO.
    QUER DIZER QUE ESTÃO COMPRANDO COLETES E PROVIDENCIANDO O PORTE DE ARMA , ASSIM
    COMO A ÁREA MOSTRADA NÃO PERTENCE A CODESA . O CONCURSO TAMBEM ESTA SENDO PRO-
    DENCIADO E ... ETC... E .... JÁ MENTEM NO SUSTO ATÉ , DE TÃO ESCOLADOS QUE ESTÃO.

    POR UMA GUARDA PORTUÁRIA FORTE E DIGNA.

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir
  2. TOTAL DESCASO COM A COISA PÚBLICA. E SEMPRE COM AS MESMAS DESCULPAS, ONDE GESTORES NUNCA SÃO RESPONSABILIZADOS POR NADA DO QUE ACONTECE.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES