Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

terça-feira, 6 de outubro de 2015

1

NAVIO NAUFRAGA EM PORTO DO PARÁ




Na manhã desta terça-feira (06), um navio que fazia o carregamento de 5 mil cabeças de boi naufragou no Porto de Vila do Conde, às margens do Rio Pará no município de Barcarena, distante cerca de duas horas da capital.
O Navio Aidar, de bandeira Libanesa, tinha como destino à Venezuela. Ele estava atracado, mas durante o carregamento, tombou para cima do cais. Ainda não se sabe as causas do acidente.

Os animais tentaram sair da embarcação pela lateral do navio. O naufrágio causou um enorme vazamento de óleo no rio. A carga era exportada pela empresa Minerva Foods.
A Minerva Foods informou, em nota, que não há registro de pessoas feridas em decorrência do acidente. A empresa disse ainda que, após o embarque do gado, a responsabilidade pela carga é da empresa contratada para o transporte.

Muitos moradores, em pequenas embarcações, foram em rumo ao navio e retiraram alguns bois que estavam boiando na água, e levando para comunidades ribeirinhas.
A Capitania dos Portos informou que ainda não se sabe a causa do acidente e que vai instaurar um Inquérito sobre Acidentes e Fatos da Navegação, no intuito de apurar as causas do naufrágio, com prazo de conclusão de 90 dias.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

* Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Um comentário:

  1. a faina de atracar e desatracar navios quando era feita pelos empregados da cdp, hoje auxiliares portuaários, nunca deu problema algum durante a manobra de fixarr, amarrar e desamarrar os cabos dos cabessos que os seguram.saimos do serviço na marra, de um jeito revoltante. O TRABALHO É NOSSO!!! NÃO PODEM TEMPORARIOS ESTAREM EM NOSSOS POSTOS.o trabalho em portos e cais publicos hoje esta precário e com insegurança para as embarcações. de forma alguma isso deveria estar acontecendo. ISSO É UMA INJUSTIÇA CONOSCO SERVIDORES DA CDP. AGORA RECONHECEMOS QUE este site e o o nosso colega guarda cileno tudo trouce a tona quando tudo estava sendo armado para tirar nossa funções. de fato não assinamos o documento com medo de perseguição. mas estamos todos agora aperceber quem são os que realmente se preocupam conosco. isso tudo é muito humilhante para nós, a maioria com mas de 30 anos de casa, uma vida dedicada a essa empresa, com conhecimento e experiencia em várias tarefas de porto, atracar e desatracar pra nós a mais importante e que nos ocupava mais. tudo isso jogado no lixo desculpem o nosso desabafo.

    Assinam

    Sócrates
    Pinga fogo
    Ferreirinha
    Rocha cabeça branca
    Luis Palheta
    Zé machado
    Nilson diabo
    Mussum

    em nome de todos os demais

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES