Postagem em destaque

CONPORTOS REALIZA AUDITORIA NO PORTO DE SANTOS

A reunião de abertura ocorreu na segunda-feira (28), na sede da CODESP Nessa semana, integrantes da Comissão Nacional de Segurança P...

quinta-feira, 28 de abril de 2016

0

CODESP CONFIRMA CONCURSO ESSE ANO




Serão contratados profissionais para atuar em diversas áreas. A Codesp definirá a quantidade de vagas. Depois, o edital do processo seletivo será formatado e as datas de inscrições e provas, anunciadas.
O presidente da Codesp também comentou sobre a necessidade de cobrar resultados de sua equipe. E, se a situação exigir, não descarta ter de demitir profissionais.

A Companhia Docas do Estado de São Paulo (CODESP), estatal que administra o Porto de Santos, realizará um novo concurso público ainda neste ano. O processo vai selecionar profissionais para diversas áreas.
A mediada foi confirmada pelo diretor-presidente da Codesp, Alex Oliva, durante palestra de alunos da Universidade Católica de Santos (Unisantos) na noite da última terça-feira (26). Ele já havia citado os planos para realizar o processo seletivo em entrevista a A Tribuna em fevereiro passado.
Segundo o executivo portuário, o concurso integra sua estratégia de “oxigenar” os recursos humanos da empresa e implantar um novo estilo de gestão, marcado pela cobrança de resultados.
“O Porto de Santos é maior do que muitas das cidades brasileiras afora. Então, temos um grande desafio. A oportunidade está aí. O Brasil precisa que nós possamos desempenhar bem as nossas funções”, destacou o executivo.
O número de vagas a serem preenchidas pelo concurso ainda não foi divulgado. O que se sabe, por enquanto, é que as contratações serão para os setores de Engenharia, Operações Logísticas e Relações com o Mercado e a Comunidade, além de Administração e Finanças da empresa.

Leia Também:  Guarda Portuária terá concurso na Codesp

Inicialmente, a Companhia Docas definirá a quantidade de vagas. Depois, o edital do processo seletivo será formatado e as datas de inscrições e provas, anunciadas.
De acordo com Oliva, os 1.592 funcionários da Codesp têm entre 19 e 72 anos. A maior concentração é de funcionários com idade ente 40 e 58 anos e com um bom tempo na empresa. “Precisamos de oxigenações. Às vezes, chega um determinado momento em que se cai na acomodação”, afirmou Oliva.
Durante a palestra, aos universitários, o executivo também destacou a participação feminina na estrutura da empresa, que conta com 15 amarradoras de navios. E mais de um terço do efetivo da Guarda Portuária é de mulheres.
O presidente da Codesp também comentou sobre a necessidade de cobrar resultados de sua equipe. E, se a situação exigir, não descarta ter de demitir profissionais – apesar de a companhia ser controlada pelo Governo Federal, seus empregados não são estatutários (funcionários públicos), mas contratados com base na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), sem estabilidade. Segundo ele, em cinco meses da sua gestão, seis trabalhadores já foram desligados.
Um deles foi demitido por justa causa, após relatos de que teria cometido assédio sexual contra um menor aprendiz que prestava serviço na empresa. O crime teria sido cometido no dia 9 de dezembro do ano passado.
“Tenho uma tese que estou implantando no Porto que diz: ninguém é dono do cargo. O cargo é um exercício de competência e você está nele para dar resultado. Você tem a chance de demonstrar o seu trabalho. Não o fez? Desculpe, foi um prazer enorme ter você na equipe. É assim que fazemos mudanças. É preciso de coragem porque você incomoda, tira o pessoal da zona de conforto e quebra paradigmas que ninguém nunca quebrou”, destacou Oliva.

Fonte: Jorna A Tribuna

* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                                                 
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES