Postagem em destaque

MULHER ASSUME A PRESIDÊNCIA DA CONPORTOS

Nelbe Ferraz de Freitas, 37, foi designada pelo Ministro de Estado da Justiça e Segurança Pública Na última quarta-feira (04), Nel...

segunda-feira, 4 de abril de 2016

0

TURISTA SÉRVIA É ESFAQUEADA NAS PROXIMIDADES DO PORTO DO RECIFE


Navio MSC Poesia, atracado no Porto do Recife (Imagem: TV Nordeste)

Violonista de 31 anos chegou à cidade em navio que atracou no porto.
Pretendia realizar um passeio quando foi atacada por dois assaltantes.

A violonista sérvia Vera Stefanovic, 31 anos, foi esfaqueada na cabeça no início da tarde deste sábado (2), após ser assaltada nas proximidades do Porto do Recife, na Avenida Alfredo Lisboa, na área central da cidade. A europeia chegou à capital pernambucana no navio cruzeiro MSC Poesia no fim da manhã. Se preparava para realizar um passeio turístico pelo Recife quando ela e uma amiga brasileira foram surpreendidas por dois assaltantes.
Avenida Alfredo Lisboa, em frente ao Terminal de Passageiro (Imagem: TV Nordeste)
Segundo relato da cantora lírica brasileira Thayana de Azevedo, também vítima do assalto, a amiga sérvia ficou bastante assustada na hora da abordagem e gritou bastante. "Ela chegou a cair no chão e um dos assaltantes ficou puxando sua bolsa. Foi quando ele puxou a faca e a acertou na cabeça", relatou a brasileira. Além da bolsa, as duas turistas também tiveram os celulares levados pelos criminosos.
O golpe atingiu a cabeça da turista sérvia de raspão e provocou um corte profundo no couro cabeludo. Nas imagens divulgadas pela jornalista Taciana Góes, prima de Thayana, é possível ver grande quantidade de sangue pelos braços e pernas da violonista. Tanto Thayana quanto Vera fazem parte de um grupo de músicos que se apresenta durante as viagens do MSC Poesia.
Após o incidente, Stefanovic (foto ao lado) foi levada novamente ao navio, onde recebeu atendimento. De acordo com Thayana, ela encontra-se em estado de choque. "Ela só quer ir embora. Foi um absurdo o que aconteceu. Não havia qualquer policiamento no local, em um momento em que 3 mil turistas estavam desembarcando. A polícia só chegou 40 minutos depois e o Samu 30 minutos após o que aconteceu", relatou.
O navio, de bandeira italiana, saiu de Buenos Aires, na Argentina, no último dia 27 de março, em direção a vários países da Europa. A escala no Recife duraria sete horas. A embarcação deverá partir ainda na noite deste sábado.

Em nota, a Secretaria de Defesa Social informou que não foi registrada nenhuma queixa do assalto. O texto prossegue afirmando que, ao tomar conhecimento da ocorrência, a polícia iniciou os trabalhos de investigação no sentido de localizar e prender os acusados do crime. Até o início da noite, no entanto, ninguém havia sido preso.
Diz, ainda, que como a vítima retornou ao navio após o ocorrido, a Polícia Civil ainda tentava ouvi-la até o início da noite, antes que o navio seguisse viagem. A nota reforça a importância de vítimas de assalto prestarem queixa à polícia na delegacia mais próxima ou pela internet para ajudar na identificação dos suspeitos. Segundo a SDS, a segurança na região é feita por policias de um posto localizado no Marco Zero e por viatura da Patrulha do Bairro que circula por todo o Recife Antigo.
Também em nota, a administração do Porto do Recife afirmou que lamenta muito o incidente com a tripulante do navio MSC Poesia, assaltada na Avenida Alfredo Lisboa, após deixar o Terminal Marítimo de Passageiros de Pernambuco.
"Após o ocorrido, Vera Stefanovic retornou ao Terminal Marítimo deste Porto, onde lhe foi prestada toda a assistência possível, tendo nossa equipe, inclusive, se oferecido para levá-la ao hospital e à delegacia mais próxima, no entanto, Vera preferiu voltar ao navio", diz a nota enviada pela assessoria do Porto do Recife.
Já em relação à suposta demora do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde do Recife informou que não é possível checar os horários dos chamados e atendimentos durante o fim de semana.


Suspeito é identificado
Um dos suspeitos de esfaquear a violonista sérvia Vera Stefanovic, 31 anos, foi identificado pela Polícia Civil. O homem tem 20 anos e já foi preso anteriormente por furto, mas teve o benefício da liberdade provisória concedido em setembro do ano passado, segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS). A polícia segue tentando identificar um segundo suspeito de participar da ação.

De acordo com a SDS, o primeiro suspeito mora próximo ao terminal marítimo, na comunidade do Pilar, mas está foragido. O polícia já sabe o apelido do segundo o homem que estaria envolvido no crime e informou que está mantendo contato com a violinista sérvia e também com a amiga dela, a cantora lírica brasileira Thayana de Azevedo, também vítima do assalto.


Fonte: G1 Recife.

* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                                                 
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES