Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

sábado, 21 de maio de 2016

0

RECEITA FEDERAL APREENDE R$ 30 MI EM MERCADORIAS FALSAS NO PORTO DE SANTOS


Materiais apreendidos no Porto de Santos após operação da Receita (Foto: Adriana Cutino / TV Tribuna)
Produtos estavam distribuídos em 13 contêineres no Cais santista.
Essa é a maior apreensão realizada na região.


A Receita Federal apreendeu, no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, mais de R$ 30 milhões em mercadorias falsificadas vindas da China.
Os materiais estavam acondicionados em 13 contêineres e foram encontrados durante a “Operação Seascape”, realizada pela Organização Mundial das Aduanas (OMA) em vários países da América do Sul e Caribe, entre os dias 11 e 29 de abril. De acordo com a Alfândega de Santos, essa é a maior apreensão realizada na região.
A Alfândega do Porto de Santos anunciou ontem a apreensão de mais de 1,5 milhão de produtos falsificados no Porto de Santos. As mercadorias com valor estimado em mais de 30 milhões, vieram da China e seriam distribuídas nos comércios populares de São Paulo, como o da Rua 25 de março, na região central da Capital.
Para localizar os produtos irregulares, a Aduana conta com uma divisão de vigilância e controle e faz análise de risco em tudo que chega ao Porto. “A divisão verifica para onde a carga vai, de onde veio, quem é o importador. A partir daí, selecionamos os nossos alvos”, explica o Inspetor-Chefe da Alfândega, Cleiton Alves dos Santos João Simões. Foi dessa forma que o órgão federal chegou aos produtos localizados no mês passado.
Entre os artigos estavam peças de roupa, material esportivo, óculos de sol, armações para óculos, escovas de dente, carregadores, cabos, bolsas e carteiras femininas, produtos para festa, pen drives, máscaras de brinquedos, relógios, camisas de times de futebol, filtros de óleo, rolamentos, chaveiros e calçados.
Qualidade Duvidosa
As peças apreendidas foram avaliadas em mais de R$ 30 milhões (Foto: Alberto Marques / Jornal A Tribuna) 
Em sua maioria, os produtos são peças frágeis, sem qualidade, como óculos que soltam as lentes e hastes ao serem manuseados. Outros chegam a enganar o consumidor, como relógios bem parecidos com os originais e que vêm em embalagens de luxo. Mas, em alguns deles, ao se abrir o equipamento, ele está vazio, sem o maquinário.
Em certas peças, os falsificadores se dão ao trabalho de imprimir o certificado de garantia, com número de série. Mas todos os documentos trazem o mesmo número, comprovando a origem criminosa.
Depois de fazer o levantamento de todos os produtos, agora a Aduana vai concluir a representação penal, que será encaminhada ao Ministério Público para que os responsáveis respondam pelo crime na Justiça. O órgão não informou o nome das importadoras que estão envolvidas na vinda dos produtos falsificados da China, afirmando apenas que são várias as empresas nacionais. Em breve todos os materiais serão destruídos.


Fonte: Jornal A Tribuna / G1 Santos / TV Tribuna
Edição: Portal Segurança Portuária Em Foco



* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                                                 
COMENTÁRIOS


Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES