Postagem em destaque

NOVO COMANDO NA GUARDA PORTUÁRIA DO RIO DE JANEIRO

Capitão reformado da Polícia Militar, Hugo, já comandou a Guarda Portuária em outra oportunidade No dia seis de setembro, o presid...

sábado, 21 de maio de 2016

0

RECEITA FEDERAL APREENDE R$ 30 MI EM MERCADORIAS FALSAS NO PORTO DE SANTOS


Materiais apreendidos no Porto de Santos após operação da Receita (Foto: Adriana Cutino / TV Tribuna)
Produtos estavam distribuídos em 13 contêineres no Cais santista.
Essa é a maior apreensão realizada na região.


A Receita Federal apreendeu, no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, mais de R$ 30 milhões em mercadorias falsificadas vindas da China.
Os materiais estavam acondicionados em 13 contêineres e foram encontrados durante a “Operação Seascape”, realizada pela Organização Mundial das Aduanas (OMA) em vários países da América do Sul e Caribe, entre os dias 11 e 29 de abril. De acordo com a Alfândega de Santos, essa é a maior apreensão realizada na região.
A Alfândega do Porto de Santos anunciou ontem a apreensão de mais de 1,5 milhão de produtos falsificados no Porto de Santos. As mercadorias com valor estimado em mais de 30 milhões, vieram da China e seriam distribuídas nos comércios populares de São Paulo, como o da Rua 25 de março, na região central da Capital.
Para localizar os produtos irregulares, a Aduana conta com uma divisão de vigilância e controle e faz análise de risco em tudo que chega ao Porto. “A divisão verifica para onde a carga vai, de onde veio, quem é o importador. A partir daí, selecionamos os nossos alvos”, explica o Inspetor-Chefe da Alfândega, Cleiton Alves dos Santos João Simões. Foi dessa forma que o órgão federal chegou aos produtos localizados no mês passado.
Entre os artigos estavam peças de roupa, material esportivo, óculos de sol, armações para óculos, escovas de dente, carregadores, cabos, bolsas e carteiras femininas, produtos para festa, pen drives, máscaras de brinquedos, relógios, camisas de times de futebol, filtros de óleo, rolamentos, chaveiros e calçados.
Qualidade Duvidosa
As peças apreendidas foram avaliadas em mais de R$ 30 milhões (Foto: Alberto Marques / Jornal A Tribuna) 
Em sua maioria, os produtos são peças frágeis, sem qualidade, como óculos que soltam as lentes e hastes ao serem manuseados. Outros chegam a enganar o consumidor, como relógios bem parecidos com os originais e que vêm em embalagens de luxo. Mas, em alguns deles, ao se abrir o equipamento, ele está vazio, sem o maquinário.
Em certas peças, os falsificadores se dão ao trabalho de imprimir o certificado de garantia, com número de série. Mas todos os documentos trazem o mesmo número, comprovando a origem criminosa.
Depois de fazer o levantamento de todos os produtos, agora a Aduana vai concluir a representação penal, que será encaminhada ao Ministério Público para que os responsáveis respondam pelo crime na Justiça. O órgão não informou o nome das importadoras que estão envolvidas na vinda dos produtos falsificados da China, afirmando apenas que são várias as empresas nacionais. Em breve todos os materiais serão destruídos.


Fonte: Jornal A Tribuna / G1 Santos / TV Tribuna
Edição: Portal Segurança Portuária Em Foco



* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                                                 
COMENTÁRIOS


Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES