Postagem em destaque

LADRÃO DETIDO É ENCAMINHADO PELA GUARDA PORTUÁRIA AO DISTRITO

O filho da vítima, também caminhoneiro, com a ajuda de outros colegas, conseguiu deter o suspeito antes da chegada da Guarda Portuária...

terça-feira, 19 de julho de 2016

0

CESPORTOS PRORROGA NÍVEL 2 NO PORTO DE SANTOS


Viaturas da Guarda Portuária na frente do Terminal da BTP

A Guarda Portuária tem acompanhado as manifestações, até então pacíficas
Segundo o Superintendente da Guarda Portuária do Porto de Santos, Ezio Ricardo Borghetti, a alteração para o Nível 2 de Proteção das Instalações Portuárias localizadas no Porto de Santos, determinada pelo Coordenador da Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis do Estado de São Paulo (CESPORTOS-SP), delegado Júlio César Baida Filho, foi prorrogado até o dia 26.
“A prorrogação se deu em virtude das constantes manifestações dos trabalhadores portuários avulsos, que tiveram início no dia primeiro desse mês. No próximo dia 25 ocorrerá uma nova reunião da CESPORTOS, onde será feita uma avaliação das ações realizadas”, disse Borghetti.
LEIA TAMBÉM: PORTO DE SANTOS ELEVA NÍVEL DE SEGURANÇA

Reforço da Guarda Portuária

O efetivo da Guarda Portuária foi reforçado em cerca de 25%
Segundo o Gerente de ISPS Code da Guarda Portuária, Orlando Alves dos Santos, o efetivo foi aumentado em carca de 25%, com a convocação dos guardas portuários em regime extraordinário.
Foram escaladas duas viaturas para permanecerem em frente ao Terminal da BTB, na Avenida Augusto Barata (Reta da Alemoa), uma viatura na frente do terminal da Ecoporto, uma viatura na frente do terminal da Libra, uma na frente do Gate 19, uma na frente do terminal da Santos Brasil, na Margem Esquerda do Porto, além das viaturas que permanecem em ronda constante.

Viatura da Guarda Portuária posicionada na frente do terminal da Libra
“Além do posicionamento das viaturas em pontos que são alvos de manifestações, alguns Gates que dão acesso a terminais privados também foram reforçados. Dois guardas portuários também foram escalados no PF 03, de onde saem às barcas com destino ao terminal da Embraport. Essas ações fazem partes do plano de segurança do porto, quando em nível 2”, disse Orlando.
Ações da Guarda Portuária
No último final de semana as manifestações não pararam. Sábado, cerca de 60 estivadores fizeram uma manifestação na frente do terminal da Libra. Depois eles se dirigiram para frente do terminal da BTP.

Assembleia dos estivadores na frente do terminal da BTP (Foto: Jornal A Tribuna)
No domingo, por volta das 14h, os estivadores compareceram em grande número na frente do terminal da BTB, onde pararam o trânsito por cerca de 10 minutos. A manifestação foi acompanhada por seis viaturas da Guarda Portuária e por cinco viaturas da Polícia Militar, que ali compareceram acionadas pela própria Guarda. Depois eles seguiram em carreata até a Libra Terminais.
Depois de negociação, a Guarda conseguiu liberar uma via de tráfico, onde foi implantada mão dupla. Posteriormente as duas vias foram liberadas e os manifestantes fizeram uma assembleia na via interna daquele terminal.
Na manhã de segunda feira (18), ocorrem novas manifestações. Dessa vez os estivadores foram à bordo e paralisaram as operações dos navios atracados nos terminais da BTP e Santos Brasil até às 12h.
“A Guarda Portuária tem acompanhado as manifestações, até então pacíficas. Estamos mantendo contato constante com a Polícia Federal e a Polícia Militar”, disse Orlando.

Estado de greve

Segundo o diretor social do sindicato, Sandro Olímpio da Silva, o principal assunto da assembleia de hoje foi a informação de que quatro dos cinco terminais de contêineres privados estabelecidos no Porto de Santos usou mão de obra estrangeira durante o período de greve.

“Os órgãos competentes fizeram a constatação e estamos com documentos para levar para Brasília. Isso fere a Constituição, porque está na Lei 12815/2013 que a mão de obra do Porto de Santos deve ser registrada no Ogmo (Órgão Gestor de Mão de Obra)”, disse Sandro.
Na quinta-feira (21) haverá uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na capital paulista, para dar continuidade à negociação.

Reportagem TV Tribuna


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES