Postagem em destaque

NOVO COMANDO NA GUARDA PORTUÁRIA DO RIO DE JANEIRO

Capitão reformado da Polícia Militar, Hugo, já comandou a Guarda Portuária em outra oportunidade No dia seis de setembro, o presid...

terça-feira, 18 de abril de 2017

1

GOVERNO PRETENDE PRIVATIZAR PORTO DE VITÓRIA (ES), DIZEM FONTES




A ideia nesse caso é privatizar o porto inteiro
O governo federal vai iniciar estudos para privatizar o Porto de Vitória (ES), disseram à Reuters nesta segunda-feira duas fontes do governo que acompanham o assunto.
Uma das fontes disse que o processo que será estudado para Vitória é diferente dos arrendamentos de áreas portuárias já feitas até agora. "A ideia nesse caso é privatizar o porto inteiro", disse.
Até agora o Porto de Vitória não constava oficialmente dos planos de transferência à iniciativa privada de ativos na área de portos. No calendário do governo federal para este ano e 2018 constavam principalmente leilões de terminais, como o de trigo do Rio de Janeiro, que será leiloado na próxima quinta-feira, dia 20.
No final de março, consórcio formado por Petrobras Distribuidora e Petróleo Sabbá venceram leilão de dois terminais de combustíveis no porto de Santarém, no Pará, ofertando ágios de 62 e 230 por cento em relação aos preços iniciais. No total, o governo arrecadou cerca de 68 milhões de reais com o leilão.
Administrado pela Codesa, o Porto de Vitória movimentou 6 milhões de toneladas líquidas de mercadorias diversas em 2016, volume cerca de 3 por cento abaixo de 2015, segundo informações da Codesa.
No primeiro bimestre deste ano, a movimentação total somou cerca de 1,1 milhão de toneladas, com alta de 29 por cento ante o mesmo período de 2016.
O porto tem 14 berços de atracação e canal de 7,5 quilômetros de extensão com largura máxima de 215 metros e é capaz de receber navios de tipo Panamax, segundo a Codesa.
As cargas predominantes no porto de Vitória incluem contêineres, café, produtos siderúrgicos, concentrado de cobre, fertilizantes, celulose, açúcar e automóveis e máquinas e equipamentos.
Representantes do porto não puderam ser contatados fora do horário comercial para comentar o assunto.
Fonte: Reuters


 * Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                            
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Um comentário:

  1. ABSURDO O PORTO PASSOU POR DIVERSAS MELHORIAS E REFORMAS COM DINHEIRO PÚBLICO E
    AGORA ENTREGAM À INICIATIVA PRIVADA . É O TIPO DE PRIVATIZAÇÃO PERVERSO DESSE GOVERNO
    ENTREGUISTA E SALAFRARIO.

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES