Postagem em destaque

MUDANÇAS NA GUARDA PORTUÁRIA DE SANTOS

Todas as ordens de serviço que foram emitidas pelo anterior superintendente da GPort serão revistas e reeditadas pela diretoria gestor...

sexta-feira, 9 de junho de 2017

0

ANGPB E SINDGUAPOR-RJ PARTICIPAM DE REUNIÃO COM MINISTRO-CHEFE DA CASA CIVIL




A pauta foi a consolidação das Portarias 121/2009 e 350/2014 da SEP buscando garantir o cumprimento incondicional na execução da Segurança Pública Portuária

Na última quarta-feira (07) a Associação Nacional da Guarda Portuária do Brasil - ANGPB e o Sindicato dos Guardas Portuários do Estado do Rio de Janeiro - SINDGUAPOR-RJ participaram de uma reunião com o Ministro-Chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, com o objetivo de solucionar as fragilidades da Guarda Portuária do Brasil.
Em uma parceria que vem dando certo, a ANGPB e o SINDGUAPOR-RJ, buscaram esta agenda sem medir esforços, mesmo em um momento político conturbado que vem assolando a política brasileira.
A pauta foi a consolidação das Portarias 121/2009 e 350/2014 da SEP, por meio de um Projeto de Lei, Decreto ou qualquer outra normativa legal que garantisse o cumprimento incondicional de ambas as portarias na execução da Segurança Pública Portuária pela Guarda Portuária.
Participaram da reunião, Elizeu Padilha, sua assessoria jurídica e os deputados federais Laura Carneiro (PMDB-RJ) e Ademir Camilo (PODE-MG), bem como Vilmar dos Santos e Marco Jamil, ambos diretores da ANGPB e Dejacy da Conceição, Felipe Rangel e João Paulo, representantes do SINDGUAPOR-RJ.

Os deputados foram enfáticos quanto à precarização na segurança pública nos Estados, bem como a necessidade de se estruturar uma Guarda Portuária com bases firmes na execução da fiscalização, policiamento e patrulhamento. Enfatizaram também junto ao Chefe da Casa Civil, que nada adianta o Governo Federal investir milhões em segurança pública nos Estados e deixar os portos desguarnecidos com uma Guarda precária por conta da inoperância das Administrações Públicas Portuárias. Relembraram ainda os recentes eventos das apreensões de drogas e armas nos portos. O Ministro determinou ao seu corpo de assessores que fizessem uma avaliação da situação da GPort o mais breve possível, e garantiu uma resposta em pouco tempo.

Fonte: ANGPB

* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                            
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES