Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

sexta-feira, 9 de junho de 2017

0

ANGPB E SINDGUAPOR-RJ PARTICIPAM DE REUNIÃO COM MINISTRO-CHEFE DA CASA CIVIL




A pauta foi a consolidação das Portarias 121/2009 e 350/2014 da SEP buscando garantir o cumprimento incondicional na execução da Segurança Pública Portuária

Na última quarta-feira (07) a Associação Nacional da Guarda Portuária do Brasil - ANGPB e o Sindicato dos Guardas Portuários do Estado do Rio de Janeiro - SINDGUAPOR-RJ participaram de uma reunião com o Ministro-Chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, com o objetivo de solucionar as fragilidades da Guarda Portuária do Brasil.
Em uma parceria que vem dando certo, a ANGPB e o SINDGUAPOR-RJ, buscaram esta agenda sem medir esforços, mesmo em um momento político conturbado que vem assolando a política brasileira.
A pauta foi a consolidação das Portarias 121/2009 e 350/2014 da SEP, por meio de um Projeto de Lei, Decreto ou qualquer outra normativa legal que garantisse o cumprimento incondicional de ambas as portarias na execução da Segurança Pública Portuária pela Guarda Portuária.
Participaram da reunião, Elizeu Padilha, sua assessoria jurídica e os deputados federais Laura Carneiro (PMDB-RJ) e Ademir Camilo (PODE-MG), bem como Vilmar dos Santos e Marco Jamil, ambos diretores da ANGPB e Dejacy da Conceição, Felipe Rangel e João Paulo, representantes do SINDGUAPOR-RJ.

Os deputados foram enfáticos quanto à precarização na segurança pública nos Estados, bem como a necessidade de se estruturar uma Guarda Portuária com bases firmes na execução da fiscalização, policiamento e patrulhamento. Enfatizaram também junto ao Chefe da Casa Civil, que nada adianta o Governo Federal investir milhões em segurança pública nos Estados e deixar os portos desguarnecidos com uma Guarda precária por conta da inoperância das Administrações Públicas Portuárias. Relembraram ainda os recentes eventos das apreensões de drogas e armas nos portos. O Ministro determinou ao seu corpo de assessores que fizessem uma avaliação da situação da GPort o mais breve possível, e garantiu uma resposta em pouco tempo.

Fonte: ANGPB

* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                            
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES