Postagem em destaque

PORTO DE SÃO FRANCISCO DO SUL REALIZA CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA OS AGENTES DA GUARDA PORTUÁRIA

O objetivo do curso é capacitar os agentes para exercerem suas funções em toda a área portuária A Administração do Porto de São ...

sábado, 28 de outubro de 2017

0

PORTO DE PARANAGUÁ É PALCO DE SIMULADO COM REBOCADORES




O evento simulou um princípio de incêndio com resgate de vítimas na casa de máquinas de um dos rebocadores

Uma simulação de emergência a bordo de um dos rebocadores que atuam no Porto de Paranaguá foi feita na última quinta-feira (26). O objetivo foi verificar a capacidade de resposta a um acidente envolvendo vítimas dentro da embarcação.
O evento simulou um princípio de incêndio com resgate de vítimas na casa de máquinas de um dos rebocadores da empresa Svitzer, com o objetivo de treinar e preparar as equipes atuantes. Os tripulantes só foram informados sobre a simulação quando a mesma iniciou.
Com foco em prevenção e treinamento, também participaram da ação o Corpo de Bombeiros de Paranaguá, o Órgão Gestor de Mão de Obra (OGMO) e a Guarda Portuária da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa).
O Simulado

O exercício de emergência simulada, que durou uma hora, contemplou os procedimentos para incêndio e primeiros socorros, incluindo a utilização de equipamentos como extintores e mangueiras, ativação do alarme de emergência e de rádio comunicação com os bombeiros, OGMO, Guarda Portuária da Appa, coordenação local da empresa e outras embarcações. Posteriormente à ação dos quatro tripulantes a bordo, os bombeiros e o OGMO realizaram todos os procedimentos para conter o incêndio simulado e retirar a vítima da embarcação.

“Foi bem produtivo, principalmente para identificarmos acertos e erros, para podermos corrigir e melhorar”, explicou Enéas de Paula, comandante do rebocador há dois anos.
A embarcação envolvida no simulado era o Svitzer Zoe, uma das mais potentes da costa brasileira, com 24 metros de comprimento, 11 metros de largura e tração estática de 62 toneladas.
“Percebemos um alto comprometimento da equipe da Appa e preocupação em preparar todos os envolvidos para situações como esta”, comentou Jorge Magalhães, gerente da Svitzer.
Rebocadores
Fruto de um investimento de US$ 20 milhões de dólares a empresa Svitzer iniciou em janeiro de 2017 a operação de dois rebocadores no Porto de Paranaguá. O objetivo é suprir, com rapidez e eficiência, a demanda de navios que estão previstos na programação do porto.
Os rebocadores contam com o sistema Fire Fighting 1, o mais moderno no combate a incêndios. Cada embarcação tem dois canhões de água, que podem auxiliar em emergências em terra, em navios e até offshore. As embarcações têm dois tanques, um com água e outro com espuma, cada qual para um tipo de ocorrência.
Fonte: AEN


* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           

                                                          COMENTÁRIOS                             
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES