Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

0

PORTO DE SUAPE PROMOVE SIMULADO ANUAL DE DERRAMAMENTO DE ÓLEO




O PEI teve como objetivo principal testar todos os equipamentos disponíveis para o processo de retenção e recolhimento do óleo, além de verificar a capacidade mínima de resposta

O Complexo de Suape realizou, na manhã da última quinta-feira (23), junto à empresa Decal, o Simulado Anual do Plano de Emergência Individual (PEI). Neste ano, o cenário foi derramamento de óleo diesel no Píer de Graneis Líquidos N° 2 (PGL 2), onde, atualmente, operam as empresas Transpetro e Decal. Participaram do PEI as equipes técnicas de Suape e da DECAL, o presidente de Suape, Marcos Baptista, e o Diretor de Gestão Portuária de Suape, Paulo Coimbra, além de representantes da CPRH, Marinha do Brasil, Ibama e Antaq.
Toda a operação foi orquestrada pela empresa Hidroclean - Bravante, contratada tanto pelo Porto de Suape quanto pela Decal para agir nesses casos de derramamento. O simulado começou às 10h e a primeira notificação sobre o possível derramamento foi feito por um profissional da Decal que estava no local do derramamento. Em seguida, a Hidroclean foi acionada para começar a operação. Em poucos minutos, lanchas rondaram as manchas de óleo no mar para fazer a verificação, liberando a ação dos barcos que montaram as duas barreiras de contenção para conter o vazamento, uma com 600 m e a segunda com 200 m. Para esta simulação ainda foram usados recolhedores de óleo e também barreira absorvente, além de dois tanques flutuantes com 10 m³ cada. Em terra, quatro tanques estavam disponíveis para qualquer necessidade e eventualidade.
Nesta edição, o PEI teve como objetivo principal testar todos os equipamentos disponíveis para o processo de retenção e recolhimento do óleo, além de verificar a capacidade mínima de resposta. Durante todo o processo, a equipe da Coordenadoria de Controle Ambiental de Suape cronometrou e verificou o passo a passo da operação. “Participo do PEI de Suape desde 2012, e nesta edição estamos testando uma ação conjunta com a empresa que faz operações diariamente no PGL2. Isso intensifica o nosso preparo para qualquer eventualidade, já que a situação prevista pode acontecer a qualquer momento”, disse a coordenadora do PEI, Danielle Cássia.

Legislação

O PEI é uma exigência da Lei 9.966, de 28 de abril de 2000 (art.7º), que diz: “Os portos organizados, instalações portuárias e plataformas, bem como suas instalações de apoio deverão dispor de Planos de Emergência Individual (PEI)”. Além disso, está embasado pela Portaria nº 104/2009 da Secretaria Especial de Portos, e pelo Índice de Desempenho Ambiental (IDA) da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq).

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                           
                             COMENTÁRIOS                             


Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES