Postagem em destaque

CONPORTOS REALIZA PESQUISA COM PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PORTUÁRIA

O formulário de pesquisa foi feito com o objetivo de traçar um perfil dos profissionais de segurança pública A Comissão Nacional de...

LEGISLAÇÕES

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

0

CODEBA FORMA BRIGADA DE EMERGÊNCIA




A capacitação abordou conhecimentos teóricos e práticos em primeiros socorros, combate a incêndio, resgate em altura e espaço confinado, resgate aquático, emergência química e educação ambiental

A Companhia Docas da Bahia (CODEBA), realizou no início desse ano um curso para a formação de uma brigada de emergência.
Participaram do curso 50 voluntários dos portos de Salvador e Aratu-Candeias receberam a qualificação de 68 horas, sendo 56 horas ministradas por empresa especializada em formação de Brigada de Emergência e as outras 12 horas por integrantes do Núcleo de Gestão Ambiental da Gerência de Assuntos Estratégicos da Codeba.
A capacitação abordou conhecimentos teóricos e práticos em primeiros socorros, combate a incêndio, resgate em altura e espaço confinado, resgate aquático, emergência química e educação ambiental.

As equipes ainda vão completar o processo de validação, com exames médicos de aptidão física e psicológica, até serem consideradas as novas brigadas de emergência. O mesmo vale para o Porto de Ilhéus, que foram treinados no final de 2017.
A engenheira de Segurança do Trabalho da Codeba, que acompanha as rotinas de qualificação dos voluntários, Denise Monteiro, adiantou a elaboração de um cronograma adicional de treinamentos para este ano, com foco na maior capacitação e integração das Brigadas dos portos. “Nas três turmas, os participantes se mostraram bastante motivados a absorver os conhecimentos transmitidos, e esperamos que, em situações que se façam necessárias, esses conhecimentos possam ser colocados em prática, tanto na Codeba como na vida pessoal dos brigadistas”, afirmou.

“Um curso como esse faz a gente perceber como a Codeba está se modernizando”, declarou o guarda portuário Carlos Linhares, um dos 25 participantes do curso de Formação Brigada de Emergência do Porto de Salvador, realizado de 22 de janeiro a 1º de fevereiro. “Acho importante, cada vez mais, me aperfeiçoar, aprender coisas novas e sempre contribuir para o crescimento da Companhia”, revelou o guarda, há 37 anos na função.

Apenas quatro mulheres integram o rol de voluntários interessados em operar na brigada dos públicos baianos. A técnica portuária Luana Costa é uma delas, motivada pelo interesse de aprender mais e poder ser útil em situações de perigo e emergência, que demandem conhecimento, iniciativa e rapidez em tomada de decisões. Há quatro anos atuando nas funções administrativas da Codeba, a colaboradora encara com profissionalismo e dedicação o desafio de estar em menor número, na divisão por gênero.
“Nada melhor do que a prática para mostrar o quanto você é qualificada e capacitada, em relação aos demais”, resumiu. Os conhecimentos teórico e prático em primeiros socorros, ministrados durante o curso, foram, para Luana, de grande valia a toda comunidade portuária. Ela sugere, inclusive, que a capacitação seja estendida a todos em um segundo momento. “É importante ter noção de como agir na rotina diária, sabendo, por exemplo, como socorrer de forma correta uma criança que se engasga”, ratificou.
No treinamento de brigadistas do Porto de Aratu-Candeias, nos dias 8 a 19 de janeiro, o técnico de segurança, Thiago Gomes, destacou os simulados práticos, realizados na Base Naval de Aratu, envolvendo situações de combate a incêndio e resgate aquático. “Foi a primeira vez que participei de um curso de formação de brigadista e considero positivo todo aprendizado. Sem dúvida, isso agrega conhecimento”, revelou o profissional, lotado desde julho do ano passado no Porto.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                  
                             COMENTÁRIOS                             

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário