Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quarta-feira, 2 de maio de 2018

0

GUARDA PORTUÁRIA E ÓRGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA VÃO REFORÇAR OPERAÇÃO SAFRA NO PARANÁ




O objetivo é reprimir furtos de cargas denominadas “vazadas”, em que o suspeito derruba o tombador do caminhão e despeja a mercadoria na via

Na última terça-feira (25), o chefe da Guarda Portuária do Porto de Paranaguá, coronel Alfredo Badnarczuk Junior, em reunião com representantes da Secretaria de Estado da Segurança Pública e do Sindicato dos Caminhoneiros do Paraná, debateu ações conjuntas da segurança no entorno da área do porto, relativas a safra 2018, que está em andamento.
O objetivo é reprimir furtos de cargas denominadas “vazadas”, em que o suspeito derruba o tombador do caminhão e despeja a mercadoria na via.
O diretor-presidente da Appa, Lourenço Fregonese, falou ao secretário estadual da Segurança Pública, Júlio Reis, sobre a importância de ações conjuntas de inteligência para combater o roubo de cargas – que se intensifica no período de safra – no trecho da BR-277 que dá acesso ao Porto de Paranaguá.
“Mais de 110 mil caminhões já desceram a Serra em direção ao porto no primeiro trimestre de 2018, existindo uma perspectiva de movimentar cerca de 8,6 milhões de toneladas de grãos entre os meses de abril e julho, um volume recorde para o período”, disse Fregonese.
Júlio Reis disse que a Secretaria convocou uma reunião interna da segurança pública para estabelecer as estratégias de enfrentamento aos problemas que foram relatados. Segundo ele, não é possível que um porto com a importância de Paranaguá tenha este tipo e dificuldade para escoamento dos seus produtos. “Também vamos reforçar as ações em prol dos caminhoneiros e da população para que tenhamos uma safra tranquila”, disse o secretário.
Caminhoneiros
O diretor do Sindicato dos Caminhoneiros do Paraná (Sindicam-PR), Josemar Cunha Bueno, destacou a importância da reunião para a cidade e para os motoristas ao afirmar que a reunião foi muito importante para se buscar apoio e solução para problemas de segurança que ocorrem na BR-277 no caminho para o Porto de Paranaguá. “Estamos atuando ao lado do Porto e da Polícia para garantir a segurança dos motoristas nesta safra”, afirmou Josemar.
Presenças
A reunião contou com a presença do delegado de Divisão Policial do Interior, Valmir Soccio; e do major Adilson da Silva, assessor militar da Secretaria de Estado da Segurança Pública; do diretor de Operações da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Teixeira Junior; do presidente do Sindicato dos Caminhoneiros do Paraná (Sindicam-PR), Laerte Freitas; e do presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens de Paranaguá, Gilberto Costa da Cruz.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                                                                                                                         
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                                                  
                             COMENTÁRIOS                             
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES