Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

terça-feira, 2 de outubro de 2018

0

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO



Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tabletes estavam presos a cintas elásticas

Ao menos oito estivadores foram presos pela Polícia Federal, nesta segunda-feira (1º), ao serem flagrados tentando embarcar cocaína em um navio atracado no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. Os trabalhadores estavam com tabletes da droga escondidos no corpo, presos a cintas, embaixo do macacão.
Imagens de câmeras de monitoramento do cais flagraram quando os trabalhadores portuários colocavam a droga em faixas elásticas, ainda no lado externo de um terminal de contêineres, na Margem Direita. A atitude suspeita mobilizou equipes da Polícia Federal e da Guarda Portuária, que cercaram a instalação.
Na empresa, o G1 apurou que 14 estivadores avulsos trabalhavam no momento da ação criminosa. Trata-se de portuários responsáveis por auxiliar na colocação de cargas em navios, e que são escalonados pelo Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) de Santos, a partir da requisição e demanda do próprio terminal.

A chegada das equipes fez com que houvesse correria, e alguns dos estivadores envolvidos tentaram se desvencilhar da droga, jogando-a em lixeiras e até em um banheiro. Outro homem largou parte do carregamento no pátio de contêineres, e mais um foi detido ainda com tabletes de cocaína presos às cintas amarradas na barriga.
Todos os trabalhadores escalados para aquele turno foram detidos pelas equipes da PF e da Guarda, e levados à Delegacia da Polícia Federal, no Centro de Santos. Ali, com o auxílio das imagens das câmeras de monitoramento, foi possível identificar os envolvidos, presos em flagrante por tráfico internacional de drogas.
Até o início da noite, o G1 apurou que os policiais identificaram o envolvimento de oito trabalhadores na ação criminosa. A participação de outras pessoas, porém, não foi descartada. Se tivessem êxito no embarque, a Polícia Federal informou que a cocaína seria escondida em um contêiner para ser enviada à Europa para ser vendida.

Aproximadamente 30 kg de cocaína com 'elevado grau de pureza' foram apreendidos. Por meio de nota, o Ogmo, instituição que faz a distribuição de trabalhadores avulsos (não vinculados a empresas), informou que, assim que for requerido pelo Operador Portuário, vai abrir procedimento disciplinar e que pode aplicar sanções aos envolvidos.
Estivadores presos
Em 26 de abril de 2017, sete estivadores foram presos no mesmo terminal do Porto de Santos ao tentarem embarcar tabletes de cocaína presos ao corpo em um navio atracado no cais. Na ocasião, 32 kg da droga foram apreendidos com os trabalhadores, detidos em flagrante pela Polícia Federal e Receita Federal.

Cada um transportava, aproximadamente, 4 kg de droga e receberia R$ 2 mil pelo serviço. Segundo a polícia, eles prenderam os 29 tabletes ao corpo com um colete. Assim que descobertos pelos agentes federais e alfandegários, não apresentaram resistência à prisão e assumiram a tentativa de embarque ilegal.
Na ocasião, tratava-se do primeiro flagrante de uma nova modalidade de narcotráfico encontrada no cais santista. Até então, os registros se limitavam aos içamentos da droga aos cargueiros, a partir de pequenas embarcações, e também aos flagrantes em contêineres, que são abertos ilegalmente pelos criminosos.
Até a apreensão registrada nesta segunda-feira, foram localizados 16.737 kg da droga no Porto de Santos. A quantidade supera as apreensões de 2017 (11.539 kg) e 2016 (10.622 kg), conforme informações oficiais divulgadas pela Receita Federal e pela Polícia Federal.
Fonte: G1 Santos

Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                          

                   COMENTÁRIOS                             
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES