Postagem em destaque

CONPORTOS REALIZA PESQUISA COM PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PORTUÁRIA

O formulário de pesquisa foi feito com o objetivo de traçar um perfil dos profissionais de segurança pública A Comissão Nacional de...

LEGISLAÇÕES

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

0

KOMBI 'RECHEADA' DE COCAÍNA APREENDIDA NA ALEMANHA FOI EMBARCADA NO PORTO DE SANTOS



Polícia Federal e Receita Federal investigam o caso. Veículo tinha um fundo falso

Uma Kombi apreendida na Alemanha com 100 kg de cocaína pura, escondidos em um compartimento na lataria, foi embarcada em um navio no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. O veículo, fabricado em 1974, tem placas de Hortolândia (SP) e foi exportado após ser adquirido por um comprador na Bélgica.
A interceptação da droga ocorreu após agentes alfandegários do Porto de Hamburgo determinarem o desembarque de um contêiner de 40 pés (12 metros) do navio que fez escala na Alemanha, antes de seguir ao destino final, o Porto de Antuérpia, no país vizinho. Por meio de um escâner, a droga foi encontrada.
Kombi pertencia a um lote com outros veículos antigos exportados do Brasil — Foto: Divulgação/Alfândega de Hamburgo

Os tabletes estavam em um compartimento selado, embaixo do banco traseiro do veículo. As imagens registradas pelo equipamento indicaram a existência do entorpecente. Foi necessário utilizar uma serra para abrir um buraco na lataria interna da Kombi, que em uma vistoria prévia não indicava qualquer tipo de violação.
"Parece que os contrabandistas de drogas nunca ficam sem criatividade para novos esconderijos, mas é isso que torna o trabalho do funcionário da Alfândega tão empolgante", declarou o chefe da aduana local, Michael Schrader.
Foi necessário fazer uma abertura na lataria interna da Kombi para retirar a droga Foto: Divulgação/Alfândega de Hamburgo

A informação da localização dos tabletes de cocaína, com alto grau de pureza, foi divulgada esta semana pelas autoridades europeias, que não justificaram o desembarque da carga antes do porto final. Caso fosse comercializada, ela poderia valer pouco mais de R$ 90 milhões aos narcotraficantes internacionais.
Dentro do contêiner no qual ela foi transportada, havia outra Kombi sem qualquer material ilícito ocultado. A caixa metálica pertence a um lote composto por outros veículos de modelo semelhante, e todos foram embarcados em um navio atracado em um terminal da Margem Esquerda do Porto de Santos, em Guarujá (SP).
O G1 apurou que o embarque no cais santista ocorreu entre agosto e setembro. A operação foi gerenciada por uma empresa especializada no comércio de automóveis, constituída em 2015, com único proprietário, e com sede administrativa no bairro Cerqueira Cesar, em São Paulo, conforme informações públicas.
"Estou ciente do que aconteceu na Alemanha. Essa Kombi foi adquirida por um comprador na Bélgica, e nós estamos colaborando com a Polícia Federal e com a Receita Federal. Você sabe que o assunto é delicado, e não posso declarar mais nada", informou o proprietário da empresa, que pediu anonimato.
Imagens de escâner na Alemanha identificaram a cocaína escondida no veículo - Foto: Divulgação/Alfândega de Hamburgo

Todas as cargas com destino à Europa são, obrigatoriamente, escaneadas antes de embarcarem nos navios no Porto de Santos. Diferentemente dos equipamentos usados no cais santista, cuja leitura dos objetos ocorre horizontalmente, o utilizado na Alemanha possui exame vertical, o que pode ter auxiliado na identificação.
A Polícia Federal e a Receita Federal foram procuradas, mas não informaram detalhes das investigações sobre o caso, ou circunstâncias da inserção da droga no veículo despachado por Santos. O G1 também tentou localizar o ex-proprietário do veículo em Hortolândia, mas não conseguiu contato.
Fonte: G1 Santos


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.                                                                                                                          
                   COMENTÁRIOS                             
Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário