Postagem em destaque

CURSO ESPECIAL DE SUPERVISOR DE SEGURANÇA PORTUÁRIA - CESSP 19ª EDIÇÃO SERÁ REALIZADO EM SANTOS

São 160 vagas distribuídas entre as instalações portuárias sediadas no território nacional. As inscrições vão até o dia 30 de setembro,...

LEGISLAÇÕES

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

0

CERCA 3,3 TONELADAS DE COCAÍNA FORAM APREENDIDAS NO MÊS PASSADO, EM GUARATUBA



Segundo a polícia, a droga, apreendida em uma marina, era levada por barcos infláveis até a área de fundeio e depois içada à bordo de navios com destino à Europa.
No dia 20 de julho, o Batalhão de Operações Especiais (BOPE), da Polícia Militar, apreendeu cerca de 3,3 toneladas de cocaína em uma marina, em Guaratuba, no Litoral do do Paraná. A carga tinha como destino a Europa.. Três homens foram presos.
Foi a maior apreensão de cocaína da história do Paraná. Segundo a Polícia Militar, a droga poderia render até R$ 3 bilhões caso chegasse a ser comercializado no destino final.

Além da cocaína foram apreendidos, dois barcos infláveis, dois veículos (uma Ford/Ranger e um GM/Prisma), R$ 15 mil em notas de R$ 100,00, dois binóculos para visão noturna, cinco aparelhos celulares e equipamentos de mergulho.
Denúncia
Segundo o Subcomandante do BOPE, major Durval Tavares Júnior, a descoberta do local se deu através de uma denúncia de que havia uma movimentação estranha de pessoas em uma marina particular.
Ao investigar o caso, os policiais descobriram que a área da marina apontada pelo denunciante havia sido alugada dias antes de um roubo ocorrido em uma agência bancária na cidade de Matinhos.
Segundo o tenente Kendi, durante campana realizada no período da noite, os policiais perceberam que os suspeitos saíam da Baía de Guaratuba em direção ao alto mar e depois de um tempo retornavam para o local, porém sem material de pesca ou pescados, nem na ida e nem na volta, o que chamou a atenção.
Durante à tarde do dia seguinte, por volta das 15h30, os policiais militares flagraram o momento em que um homem deixou tabletes da droga, que estava dentro de uma bolsa, cair no chão, motivando a abordagem.
“Nós estávamos atrás dos assaltantes, mas quando a gente abordou o barracão nos deparamos com outro esquema, e que não tinha nada a ver com os assaltos", explicou o subcomandante do Bope, major Durval Tavares Júnior.
Drogas

A droga, embalada em tabletes que pesavam de um a dois quilos e estava acondicionada em 40 malas de viagem, foi localizadas no forro do imóvel, prontas para envio.
Segundo a polícia, a droga era levada pelos barcos infláveis até a área de fundeio e depois içada à bordo de navios com destino à Europa.
Embora os detidos não tenham confessado, a PM não descarta que parte da droga já tenha seguido viagem, uma vez que, de acordo com relato do denunciante, os traficantes já vinham agindo a algum tempo.
Polícia Federal
Como se trata de tráfico internacional, a Polícia Federal foi acionada, dando continuidade às investigações.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.