Postagem em destaque

GUARDAS PORTUÁRIOS FAZEM CURSO DE APH NO PARÁ

O curso de Atendimento Pré-Hospitalar (APH) foi realizado no Porto de Vila do Conde. A Companhia Docas do Pará (CDP) realizou no últi...

LEGISLAÇÕES

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

0

PF ATUA NA DESCAPITALIZAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS ESPECIALIZADAS NO TRÁFICO DE DROGAS



Operação “Joias do Oceano” identifica expressivo patrimônio adquirido com dinheiro oriundo do tráfico de cocaína.
Ao longo da semana passada, a Polícia Federal, em parceria com a SENAD/MJ (Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas), está promovendo ações de arrecadação e transporte, para fins de leilão, de maquinário e veículos de uma empresa localizada em São Francisco do Sul/SC pertencente a um indivíduo investigado por tráfico internacional de drogas, atualmente recolhido no Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí.
Em decorrência da "Operação Joias do Oceano”, deflagrada em 2/7/2019, foi identificado expressivo patrimônio adquirido com dinheiro oriundo do tráfico de cocaína via exportação pelos portos marítimos de Itajaí e Navegantes. Conforme identificado, ainda, na "Operação Oceano Branco”, entre 2016 e 2017, mais de 8 toneladas de cocaína foram enviadas para diversos países da Europa, além de México e Estados Unidos. As operações da organização criminosa possibilitaram a capitalização de seus líderes, além da aquisição de expressivo patrimônio em bens móveis e imóveis.

Dentre os mais de R$ 75 milhões sequestrados na operação “Joias do Oceano”, encontram-se bens adquiridos e injetados em empresa ligada ao investigado, que presta serviços de locação de máquinas e equipamentos, sendo especializada em movimentação de cargas em portos e terminais logísticos.
Ao longo da semana, todo o maquinário será transferido para depósito vinculado a leiloeiro oficial da SENAD/MJ. Além de 28 máquinas pesadas (tratores, retroescavadeiras, empilhadeiras), também estão sendo removidos duas embarcações e 6 veículos de lazer, com expectativa de arrecadação em leilão de valores superiores a R$ 2 milhões, conforme avaliação preliminar.
O sequestro dos bens foi decretado pela 1ª Vara Federal de Itajaí/SC, com base em investigação policial em que restou demonstrado que os investigados usaram recursos oriundos do tráfico internacional de drogas para adquirir, à vista e com dinheiro em espécie, máquinas e veículos que, posteriormente, eram incorporados à empresa de logística portuária.
Com a retirada do maquinário e a realização do leilão judicial, espera-se o efetivo encerramento das atividades econômicas da empresa, que permitiu ao investigado efetuar a lavagem dos lucros do tráfico.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                                             
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.