Postagem em destaque

OPERAÇÃO ENVOLVENDO PF, RFB E GPORT APREENDE MAIS DE UMA TONELADA DE COCAÍNA NO PORTO DE SÃO SEBASTIÃO

  A troca de informações entre as autoridades envolvidas foi crucial para o sucesso da operação. Na tarde da última sexta-feira (02) uma o...

LEGISLAÇÕES

quarta-feira, 7 de outubro de 2020

0

OPERAÇÃO ENVOLVENDO PF, RFB E GPORT APREENDE MAIS DE UMA TONELADA DE COCAÍNA NO PORTO DE SÃO SEBASTIÃO

 

A troca de informações entre as autoridades envolvidas foi crucial para o sucesso da operação.

Na tarde da última sexta-feira (02) uma operação envolvendo a Polícia Federal (PF), Receita Federal do Brasil (RFB) e Guarda Portuária (GPort) apreendeu mais de uma tonelada de cocaína no Porto de São Sebastião, no litoral de São Paulo.

A droga tinha sido embarcada no navio Unispirit, de bandeira de Antigua e Barbuda

De acordo com a Polícia Federal, a droga estava em meio a uma carga de milho em grão para consumo animal, embarcada no navio Unispirit, de bandeira de Antigua e Barbuda, com tripulação russa, e tinha como destino o Porto de Cadiz, na Espanha.

Investigação

A RFB já vinha monitorando as operações da empresa exportadora do milho após uma apreensão de cocaína no Porto de Paranaguá. A troca de informações entre as autoridades envolvidas foi crucial para o sucesso da operação.

Um galpão foi construído no Porto de São Sebastião para a exportação de carga a granel, no entanto, o que chamou a atenção foi que essa carga de milho foi direta para o navio.

Numa inspeção à bordo os agentes desconfiaram que a carga de milho estava contaminada.

Numa inspeção à bordo, os agentes da PF e RFB desconfiaram que a carga de milho, acondicionada nos big bags, pudesse estar contaminada. Toda a carga de 4 mil toneladas foi desembarcada e os big bags foram abertos no armazém, sendo então localizados os tabletes de cocaína, totalizando 1.524,5 kg de cocaína.

Scanner

Após a apreensão da droga no Porto de Paranaguá, os traficantes mudaram a rota para o Porto de São Sebastião.

Em dezembro de 2018, o Governo do Estado de São Paulo investiu R$ 4,2 milhões na aquisição de um scanner de caminhão de última geração, no entanto ele se encontra inoperante. Nenhum funcionário do porto foi treinado para operar esse equipamento.

Droga

A droga apreendida foi levada à sede da PF em São Paulo. Um inquérito policial foi instaurado para investigar os envolvidos no tráfico internacional de drogas.

A droga apreendida foi levada à sede da PF em São Paulo


Toda a carga de 4 mil toneladas foi desembarcada e os big bags foram abertos no armazém.




A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.