Postagem em destaque

QUEM SÃO OS BANDIDOS BRASILEIROS MAIS PROCURADOS NO PAÍS E NO MUNDO? VEJA LISTA

  Dos 18 foragidos na lista nacional, oito têm ordem de prisão por crime de tráfico de drogas (44%) Traficantes e assaltantes conhecidos, ma...

LEGISLAÇÕES

domingo, 6 de dezembro de 2020

0

POLÍCIA FEDERAL APREENDE CERCA DE 2,5 TONELADAS DE COCAÍNA NO RIO DE JANEIRO

 

As autoridades acreditam que em virtude da pureza, da quantidade e da forma como a droga estava embalada, ela poderia ter como destino o mercado europeu.

Na noite da última terça-feira (01) a Polícia Federal (PF) apreendeu cerca de 2,5 toneladas de cocaína em um galpão, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no estado do Rio de Janeiro.

A operação se deu após a Delegacia de Repressão às Drogas (DRE) da PF obter informações de que uma organização criminosa estaria utilizando um galpão para armazenagem do entorpecente. Após um trabalho de investigação, que identificou movimentação suspeita de veículos no local, os policiais federais realizaram a incursão que resultou na prisão dos envolvidos e a apreensão da droga.

Os policiais constataram ainda que a segurança do local era feita por um policial militar de folga, que foi preso. Dentro do imóvel, o entorpecente estava com um homem de 41 anos, que também foi preso em flagrante.

Com o militar foram apreendidas ainda duas armas sem registro, sendo uma pistola e um revólver, além de um rádio comunicador.

As substâncias encontradas foram submetidas ao laudo pericial criminal preliminar e o resultado foi positivo para cocaína. Trata-se da maior apreensão de Cloridrato de Cocaína (forma mais pura e valiosa da droga) já realizada no estado e uma das maiores já registradas no Brasil.

Segundo as autoridades, cada quilo pode ser vendido por US$ 5 mil (cerca de R$ 26 mil) no Rio de Janeiro, e entre 25 mil e 30 mil euros (entre R$ 157 mil e R$ 188 mil) na Europa por quilo de droga. O valor da carga pode chegar a US$ 12,5 milhões (cerca de R$ 65,08 milhões) no Brasil e US$ 400 milhões na Europa(cerca de R$ 2 bilhões).

O entorpecente apreendido foi encaminhado à Superintendência da Polícia Federal no RJ e a pesagem registrada foi de 2,466 toneladas da droga. As autoridades acreditam que em virtude da pureza, da quantidade e da forma como a droga estava embalada, ela poderia ter como destino o mercado europeu. A PF seguirá com as investigações para apurar os demais envolvidos e a origem e o destino da droga.

O comércio de drogas em Duque de Caxias é dominado por Luiz Fernando da Costa, de 51 anos, conhecido como Fernandinho Beira-Mar, que é natural da cidade. O traficante está preso desde 2002. 

Os presos foram indiciados e responderão pelo crime previsto no Art. 33 da Lei 11.343/06 - Tráfico de Drogas, cuja pena pode chegar aos 15 anos de reclusão, sem prejuízo de eventuais outros crimes no decorrer da investigação.



A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.                                                                      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.