Postagem em destaque

CONPORTOS ABRE AS INSCRIÇÕES PARA A 20ª EDIÇÃO DO CURSO ESPECIAL DE SUPERVISOR DE SEGURANÇA PORTUÁRIA

O curso será realizado entre os dias 01 a 05 de novembro, na cidade de João Pessoa, na Paraíba Na última segunda-feira (06), foi publicado...

LEGISLAÇÕES

quarta-feira, 18 de agosto de 2021

0

PF DEFLAGRA OPERAÇÃO CONTRA TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS NO PARÁ

 

Na operação foi apreendido um veículo e diversos equipamentos eletrônicos. Três pessoas foram presas

A Polícia Federal (PF) deflagrou na semana passada, 9 de agosto, a Operação Scuba Diver, cumprindo cinco mandados de busca e apreensão e cinco mandados de prisão preventiva, em combate aos crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico.

Três mandados foram cumpridos no estado do Paraná, nas cidades de Paranaguá e Pontal do Paraná, um em Santa Catarina, na cidade Joinville, e um em São Paulo, na cidade de Diadema. Para o cumprimento dos mandados foram escalados mais de 22 policiais federais.

Na operação foi apreendido um veículo e diversos equipamentos eletrônicos. Três pessoas foram presas e levadas ao presídio, local em que permanecerão à disposição da Justiça.

Se confirmada a hipótese criminal, os responsáveis responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, previstos na Lei de Drogas (Lei 11.343/2006), nos artigos 33 c/c 40, inciso I, e no artigo 35, respectivamente.

Droga apreendida no Porto de Santarém

A operação se desenrolou a partir do flagrante de tráfico internacional de drogas, ocorrido no dia 5 de abril, no Porto de Santarém, no Pará, ocasião na qual foram apreendidos 85 kg de cocaína, encontrados embalados em dois grandes sacos pretos, fechados de maneira a vedar a entrada de água, e escondidos na “Caixa de Mar”, ou “Sea Chest”, compartimento do casco de um navio graneleiro, de bandeira das Ilhas Marshall, que tinha por destino a Grécia, na Europa. Neste mesmo dia, dois homens foram presos.

Droga estava embalada em sacos plástico - Foto: Divulgação PF

Esse compartimento é uma abertura que existe no casco do navio que permanece sempre abaixo da linha de flutuação, ou seja, submerso, e que permite a entrada e saída de água necessária para o funcionamento de alguns componentes do navio. O grupo criminoso utilizava-se de mergulhadores experientes, que chegam a permanecer submersos por mais de 1 hora, até a completa inserção dos materiais na caixa de mar.

Dois suspeitos foram presos na época

Em diligência, na noite do mesmo dia, a PF abordou um ônibus de viagem na Rodovia Federal BR-163 e efetuou a prisão de dois suspeitos, um brasileiro e outro albanês, de integrar o grupo criminoso. Eles estavam saindo de Santarém com destino final a cidade de Belém, capital do Pará. Cinco aparelhos celulares foram apreendidos com os presos.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.