Postagem em destaque

CONPORTOS ABRE AS INSCRIÇÕES PARA O CURSO ESPECIAL DE SUPERVISÃO EM SEGURANÇA PORTUÁRIA

  O período de inscrição é de 18 de maio de 2022 a 05 de junho. Serão disponibilizadas 240 (duzentas e quarenta) vagas A Comissão Nacional...

LEGISLAÇÕES

sábado, 18 de dezembro de 2021

0

OPERAÇÃO TAIFA II FISCALIZOU NAVIOS ATRACADOS NO PORTO DE SANTOS

 

A operação contou com a participação de diversos órgãos que atuam no porto

No início do mês foi realizada no Porto de Santos, litoral de São Paulo a “Operação Taifa II”, para verificar os procedimentos de remoção dos resíduos das embarcações. Ela teve início na quarta (01) e foi concluída na sexta-feira (03).

A Santos Port Authority (SPA), empresa que administra o porto, coordenou o grupo que contou com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e Capitania dos Portos de São Paulo (Marinha do Brasil)

Objetivo

O objetivo foi de fiscalizar verificar o gerenciamento dos resíduos gerados pelas embarcações e tripulações dos navios atracados no porto

A ação também visou promover a conscientização dos armadores, agentes marítimos e prestadores de serviço sobre as normas vigentes no porto como nas águas jurisdicionais brasileiras.

Operação

A operação, que durou três dias, fiscalizou três embarcações de cruzeiro, duas embarcações graneleiras (uma de carga vegetal e outra de fertilizantes) e duas embarcações de transporte de contêiner.

Nos navios de passageiros os agentes constataram que as tripulações buscam atender os padrões internacionais de sustentabilidade, havendo maior qualidade no gerenciamento do de seus resíduos, no entanto, as autoridades constataram algumas irregularidades nas ações.

Nos cargueiros, por sua vez, foram identificados pontos de atenção, que demandarão uma análise documental mais aprofundada, ao longo dos próximos dias.

Continuidade

A Operação Taifa deverá ter continuidade no início do próximo ano. Nessa nova etapa a operação contará com a participação de outros órgãos, pois será monitorada a rota dos resíduos, desde a coleta nos navios até as unidades de recolhimento e tratamento.

Nome da Operação

O nome da operação (Taifa) é o jargão marítimo para o lixo produzido nos navios.

Reunião de avaliação

No dia 6 de dezembro, foi realizada na sede da empresa que administra o porto, a reunião de avaliação.

Para o diretor de Infraestrutura da SPA, Afrânio Moreira, o destaque da ação é o poder de integração dos órgãos de fiscalização. “Com essa união, as atividades das instituições que atuam no Porto de Santos se complementam e permitem um resultado mais efetivo”, conferindo uma fiscalização completa ao envolver as áreas sanitária, ambiental e de segurança.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.