Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

OPERAÇÃO CONJUNTA DA GUARDA PORTUÁRIA E POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM APONTADO COMO INTEGRANTE DO COMANDO VERMELHO

  Ele tinha um mandado de prisão preventiva pelo crime de associação para o tráfico de drogas Na noite da sexta-feira (26/01), a Guarda Po...

LEGISLAÇÕES

quinta-feira, 25 de agosto de 2022

0

PF DEFLAGRA OPERAÇÃO DE REPRESSÃO AO TRÁFICO TRANSNACIONAL DE DROGAS

 

Operação Efeito Cascata teve início após grandes apreensões de drogas

A Polícia Federal (PF) deflagrou, no dia 17 de agosto, a Operação Efeito Cascata, voltada à repressão do crime organizado, tráfico transnacional de drogas e lavagem de dinheiro.

Os policiais cumpriram 29 mandados de prisão preventiva, 34 mandados de busca e apreensão, ordens de bloqueio de ativos financeiros de R$ 500 milhões, bloqueio de veículos e sequestro de 19 imóveis com valor estimado superior a R$ 25 milhões.

A ação da PF prendeu 27 pessoas, no entanto, o alvo principal não foi encontrado e é dado como foragido. A suspeita é que o criminoso esteja escondido em Dubai, nos Emirados Árabes.

Também foi determinada a suspensão da atividade econômica de um contador e 19 empresas, com ordem de lacração dos estabelecimentos. As diligências ocorreram em São Paulo/SP, Baixada Santista/SP, Rio de Janeiro/RJ, Maringá/PR e Várzea Grande/MT.

A investigação foi iniciada em julho de 2020 e deu ensejo à apreensão de 7.736 Kg de cocaína em dez eventos, nos estados de Sergipe, São Paulo, Mato Grosso e Rio de Janeiro, além de 28 veículos (caminhões, semirreboques e automóveis). Ao todo, 21 pessoas foram presas em flagrante por crime de tráfico de drogas no período da investigação.

No curso dos trabalhos investigativos também foi possível identificar movimentações bancárias milionárias.

A organização criminosa atuava no transporte rodoviário de cargas de droga em meio a mercadorias lícitas. Da fronteira boliviana, as drogas seguiam em compartimentos ocultos de caminhões até São Paulo e Rio de Janeiro, de onde eram transportadas em veículos utilitários para regiões portuárias, principalmente para o Porto de Santos, no litoral de São Paulo e de Itaguaí, no Rio de Janeiro, visando posterior embarque em navios para a Europa.

Uma carga de 1.200 Kg de cocaína apreendida na Bélgica em dezembro de 2020, oculta em bags de cimento, também está sendo investigada. 

Dentre as apreensões, destacam-se 652 Kg de cocaína localizados em Comodoro/MT, próximo à fronteira boliviana, em setembro de 2020; 2.466 Kg de cocaína em Duque de Caxias/RJ, em dezembro de 2020; e 641 Kg de cocaína em Itaguaí/RJ, em setembro de 2021, em meio a uma carga de mangas.

A Receita Federal do Brasil (RFB), com autorização da Justiça, contribuiu para a investigação, compartilhando informações em tempo real sobre empresas, cargas, itinerários, contêineres e movimentação portuária. Também foi solicitada cooperação jurídica internacional.

Operação Ártemis

Por conta da convergência da investigação e dos envolvidos, a Operação Efeito Cascata, se desenvolveu simultaneamente com a Operação Ártemis, deflagrada pela PF no Rio de Janeiro.

Os presos ficarão à disposição da Justiça Federal de São Paulo. Eles serão indiciados pelos crimes de organização criminosa, tráfico transnacional de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. As penas cominadas podem ultrapassar 59 anos de reclusão.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.