Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

segunda-feira, 23 de janeiro de 2023

0

GUARDAS PORTUÁRIOS FAZEM MANIFESTAÇÃO E PEDEM A SAÍDA DA DIRETORIA DA CDP

 

Os trabalhadores aguardam do Ministro dos Portos para essa semana a exoneração sumária de toda diretoria da CDP

Guardas Portuários da Companhia Docas do Pará – CDP fizeram na manhã de hoje, 23 de janeiro, manifestações em frente ao Edifício Sede da estatal, pedindo a exoneração imediata de toda a diretoria da companhia.

A manifestação tem como eixo principal a redução do adicional noturno de 50% para 20%, a partir da folha de fevereiro deste ano.

O presidente do sindicato dos guardas portuários SINDIGUAPOR, Rodrigo Rabelo, e o vice-presidente do SINDIPORTO, guarda portuário Diego Filgueiras, alertam que é inadmissível a manutenção dessa diretoria, que não recebe os trabalhadores e age de forma arbitrária e autoritária no trato com as demandas dos empregados. Semana passada, os sindicatos da categoria tiveram negado um pedido de reunião com o presidente da CDP, Eduardo Bezerra, cuja pauta era tentar um termo aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), visando evitar essa redução.

O representante dos empregados no Conselho de Administração (CONSAD), Cileno Borges, disse que há leis específicas para o trabalho portuário, em função dos riscos que a atividade traz.

Em outras Cia. Docas foi mantido o adicional noturno a 50%, esse percentual está previsto no Regulamento de Pessoal da CDP e a Resolução CCE 09/96 que diferenciava os trabalhadores de Docas foi revogada, o que possibilita a isonomia a 50% do adicional para todos os empregados da área operacional.

Acrescentou ainda, o Conselheiro, que o período noturno do portuário está previsto na Lei 4860/65, e vai das 19 às 07hs, conforme artigo 4°, parágrafo 1, da referida lei.

Os trabalhadores aguardam do Ministro dos Portos para essa semana a exoneração sumária de toda diretoria da CDP, caso contrário, irão convocar assembleias para discutir possível paralisação das atividades até a saída da atual diretoria, cuja política de pessoal e salarial, nos últimos 4 anos, foi totalmente nociva aos trabalhadores.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.