Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

sexta-feira, 5 de janeiro de 2024

0

PORTUGUÊS PRESO PELA PF NA PRAIA GRANDE É DO BANDO DE 'ESCOBAR BRASILEIRO'

 

Almeida é condenado em Portugal a 7 anos e 10 meses de prisão por narcotráfico

Um apartamento na rua Botocudos, na Vila Tupi, em Praia Grande, Baixada Santista, era o endereço e esconderijo do português Luís Miguel Gomes de Almeida, 60, preso no dia 26/12 por policiais federais sob a acusação de tráfico internacional de drogas.

O nome de Almeida estava incluído desde 3 de maio de 2023 na difusão vermelha da Interpol, a polícia internacional. Contra ele havia um mandado de prisão preventiva para extradição expedido pelo Juízo Central Criminal de Lisboa.

Agentes portugueses afirmaram à reportagem, na condição de anonimato, que o preso tinha ligações com o bando comandado pelo ex-major da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Sérgio Roberto de Carvalho, o "Escobar brasileiro", preso na Bélgica e responsável pelo envio de toneladas de cocaína para a Europa.

Segundo as autoridades lusitanas, entre o período de novembro de 2010 e julho de 2011, Almeida comandou um esquema de envio de cocaína do Brasil para Portugal utilizando "mulas", como são chamadas as pessoas contratadas para transportar drogas.

Almeida é condenado em Portugal a 7 anos e 10 meses de prisão por narcotráfico. Ele deve ser extraditado ao país de origem para cumprir a pena. O mandado de prisão no Brasil foi assinado pelo ministro Luís Roberto Barroso, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal).

A reportagem não conseguiu contato com o advogado de Luís Miguel Gomes de Almeida, mas o espaço continua aberto para manifestação.

Investigações da Interpol e da Polícia Federal apuraram que o português estava residindo na Praia Grande. Agentes federais fizeram diligências na região e avistaram Almeida em frente ao prédio onde morava.

O narcotraficante não ofereceu resistência ao ser detido. Ele foi levado para uma Delegacia da PF na Baixada Santista. Almeida exerceu o direito de fazer uma ligação telefônica e, imediatamente, entrou em contato com a namorada para comunicar que havia sido preso.

O português passou por audiência de custódia na manhã seguinte em uma Vara Criminal Federal da Baixada Santista. Ele seria removido para o prédio da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, na Lapa, zona oeste paulistana.

O criminoso ficará à disposição das autoridades federais do Brasil, aguardando o processo de extradição para Portugal. Segundo a PF, Almeida é solteiro e não tem filhos em território brasileiro.

Quadrilha do "Escobar brasileiro"

As informações são de que Almeida é ligado à quadrilha do português Ruben Oliveira, 39, conhecido como Xuxas, considerado o maior traficante de drogas da história de Portugal. Ele foi preso em fevereiro deste ano pela Polícia Judiciária de Portugal.

SAIBA MAIS: MP PORTUGUÊS DENUNCIA 18 ALIADOS DE 'ESCOBAR BRASILEIRO' POR NARCOTRÁFICO

As autoridades portuguesas afirmam que Xuxas era o braço direito do Major Carvalho, chamado na Europa de "Escobar brasileiro" em alusão ao narcotraficante colombiano Pablo Escobar.

Major Carvalho foi preso em um hotel de luxo em Budapeste, na Hungria, em junho de 2022, e deportado para um presídio em Bruxelas, na Bélgica, em 15 de junho deste ano. Ele foi acusado de exportar 50 toneladas de cocaína para a Europa, via portos brasileiros, avaliadas em R$ 2,25 bilhões.

Fonte: Uol – Por Josmar Jozino - Colunista


* Esclarecemos que esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

Respeitamos  quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros, informando o autor e a fonte, disponibilizando o link da origem da publicação .  Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.