Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA EM GREVE NO PARÁ

  Em nota oficial, sindicato denuncia casos graves de intimidação Os Guardas Portuários do estado do Pará, vinculados a Companhia Docas do...

LEGISLAÇÕES

terça-feira, 14 de dezembro de 2021

0

POLÍCIA CIVIL APREENDE 250 KG DE COCAÍNA QUE IRIA PARA EXTERIOR

 

Os bandidos utilizaram um AirTag, rastreador da Apple, para monitorar a carga que seria exportada

Numa ação contra uma quadrilha internacional de tráfico de drogas, policiais das delegacias de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), de Repressão aos Entorpecentes (DRE) e da 17ª DP (São Cristóvão) apreenderam 250 kg de cocaína em um sítio, no bairro Brisa Mar, em Itaguaí, Baixada Fluminense. Os bandidos utilizaram um AirTag, rastreador da Apple, para monitorar a carga de cloridrato de cocaína que seria exportada para a Europa.

A ação ocorreu no dia 3 de dezembro, quando agentes estouraram o imóvel onde havia cinco malas com cloridrato de cocaína. Estima-se que havia cerca de 50 kg do material em cada uma das malas. A droga seria içada em navio no Porto de Itaguaí e exportada para a Europa.

Um veículo foi apreendido e duas pessoas foram detidas. A investigação apura se o grupo também distribuía drogas dentro do estado para facções locais. A suspeita, segundo a polícia, é de que se trate de uma quadrilha especializada em remessa de cocaína da América do Sul para a Europa, passando pelo Brasil.

O esquema funcionava com o transporte da droga, que saía de países fornecedores de cocaína pura (Bolívia e Colômbia), para municípios praianos do estado do Rio. Posteriormente, o entorpecente era acondicionado em malas embaladas e com pesos (anilhas de ferro) que seriam, então, içadas por tripulantes participantes do esquema, burlando a fiscalização portuária.

Ainda segundo as investigações, o quilo do cloridrato de cocaína (cocaína pura 99%) tem valor estimado em 42 mil euros no local de entrada na Europa, “normalmente Bélgica”, mas que pode chegar a 75 mil euros em países do leste europeu.

A modalidade de içamento ou pescaria já é conhecida pela polícia, que agora trabalha para elucidar a origem e distribuição da droga, além da identificação de todos os participantes da organização criminosa.

Fonte: Yahoo


Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário.