Noticias e artigos em tudo que envolve a segurança nos portos do Brasil

Postagem em destaque

AUTORIDADE PORTUÁRIA DE SANTOS PUBLICA EDITAL DE CONCURSO PARA A GUARDA PORTUÁRIA

As inscrições serão aceitas durante os dias 1º de abril a 06 de maio. A data prevista para a prova é 23 de junho A Autoridade Portuária de...

LEGISLAÇÕES

quarta-feira, 5 de abril de 2023

0

PORTO DE PARANAGUÁ TEM MAIS TRÊS EMPRESAS CERTIFICADAS COM DECLARAÇÃO DE CUMPRIMENTO

 

Elas receberam documento expedido pela Conportos, atestando que elas cumpriram todas as normas do ISPS Code

Mais três empresas que atuam no Porto de Paranaguá receberam no mês passado a Declaração de Cumprimento (DC), expedida pela Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Conportos).

O documento certifica que as empresas Coamo, Cotriguaçu e Pasa estão de acordo com o Código Internacional para Proteção de Navios e Instalações Portuárias (ISPS Code, em inglês). Com o DC, as entidades podem oferecer uma garantia a mais para importadores e exportadores.

“A Declaração de Cumprimento das normas do ISPS Code, de segurança portuária, foi concedida após as inspeções realizadas na Cotriguaçu, Pasa e Coamo”, informa Bruno Bassani Rebelo, delegado da Polícia Federal (PF) e coordenador titular da Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis – (Cesportos), do Paraná. “Foi entendido que elas cumpriram todas as etapas. Esse documento, além de certificar que se trata de uma instalação portuária segura, demonstra que a empresa se preocupa em todos os aspectos, a respeito de tecnologia da informação também e não só a segurança física das instalações”, explica.

“Essa certificação dá maior credibilidade, maior segurança para quem negocia com elas e facilita também a exportação, a importação. É um selo de qualidade a mais que elas têm”, destaca o delegado.

De acordo com o coordenador de Segurança da Guarda Portuária (GPort) da Autoridade Portuária - Portos do Paraná - e membro da Cesportos, Ivan Plantes Machado, Coamo, Cotriguaçu e Pasa atenderam a todos os pré-requisitos do ISPS Code e da Conportos referente à segurança portuária. “São mais de 200 itens checados nas auditorias. Isso tudo é válido para acordos internacionais de importação e exportação e significa que as empresas estão seguras para fazer essa operação de comércio exterior. Isso é uma garantia de que o terminal é seguro”, destaca.

 “A Coamo recebe essa Declaração de Cumprimento com satisfação porque ela vem reforçar o comprometimento do processo de segurança tanto patrimonial quanto de pessoas em nossos terminais portuários. Já temos uma cultura de desenvolver a segurança patrimonial e o reforço do ISPS Code traz uma nova marca ao nosso processo”, comemora João Ivano Marson, gerente de Operações Portuárias da Coamo.

Para o gerente da Cotriguaçu, Rodrigo Buffara Farah Coelho, ter o certificado e cumprir o ISPS Code traz muitos benefícios. “A gente entendeu desde sempre que o ISPS é algo bom para a empresa, demonstra que nos preocupamos com segurança patrimonial. Não deixa de ser também a segurança de pessoas e da unidade como um todo. Tivemos o apoio total da diretoria para fazer acontecer. Estávamos ansiosos pelo documento”, aponta.

Já Osvaldo Inácio da Silva Junior, supervisor administrativo e financeiro da Pasa, destaca a mudança de cultura que a Declaração de Cumprimento leva à sua empresa. “Não é mais uma regra a ser cumprida, mas uma cultura a ser atendida no dia a dia. Também quero ressaltar o profissionalismo como tudo foi conduzido na fiscalização que nós tivemos. Diante de cada exigência, a explicação do porquê da atividade, da validade e o benefício daquele quesito”, finaliza.


A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Segurança Portuária em todo o seu contexto. A matéria veiculada apresenta cunho jornalístico e informativo, inexistindo qualquer crítica política ou juízo de valor.      

* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos. Caso não tenha conta no Google, entre como anônimo mas se identique no final do seu comentário e insira o seu e-mail.