Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quarta-feira, 23 de maio de 2012

1

GUARDA PORTUÁRIA REALIZA CAMPANHA DE DOAÇÂO DE SANGUE



A cultura brasileira tem se mostrado adversa à doação voluntária, habitual e espontânea de sangue em decorrência de mitos, preconceitos e tabus socialmente arraigados, contexto sociocultural resultante de inúmeros e interligados fatores que permeiam a evolução da política de sangue e sua implementação no país. A partir de 1970, o cenário foi se aperfeiçoando e atualmente os serviços de hemoterapia são seguros e confiáveis, baseados em conhecimentos técnico-científicos de ponta.

A busca por doadores tem se constituído uma preocupação constante das autoridades sanitárias. A Organização Mundial de Saúde – OMS preconiza (objetivando atender a demanda transfusional de cada país) que 3% a 5% da população com idade entre 18 e 65 anos sejam doadoras voluntárias de sangue. A quantidade total de doadores de sangue no Brasil corresponde, a cada ano, a menos de 1% da população.

A doação de sangue deve ser um ato espontâneo, voluntário e não remunerado. Trata-se de um procedimento totalmente seguro para o doador, executado apenas com material descartável. A motivação da decisão de doar sangue deve ser o exercício da cidadania em sua forma mais nobre – a de salvar a vida de uma pessoa.

Objetivando proporcionar a interação da comunidade com a Guarda Portuária, no dia 26 de maio, a corporação irá colaborar com a sociedade da baixada santista e estimular a doação espontânea da comunidade local, a fim de alimentar o banco de Sangue da região.


INICIATIVA:

Partiu do guarda portuário Jachson Bispo, 31 anos. Com formação na área de Saúde, especialização em Enfermagem do Trabalho, atualmente terminando Pós Graduação em Sistema de Gestão Integrada (SGI). Desde a época da faculdade atuou como presidente da Liga Acadêmica em Tuberculose enquanto desenvolvia pesquisas cientificas atuava em atividades voluntárias, principalmente com pacientes com HIV/AIDS.

Segundo ele, a idéia da Campanha surgiu da inquietação como cidadão ao assistir as propagandas dos hemonúcleos solicitando doadores para suprir a defasagem tão preocupante de seus bancos de sangue. 

Ele diz: “Vi na corporação o potencial latente para tentar minimizar a atual situação dos bancos de sangue e com esta ação incentivar novos doadores. Comecei a escrever o projeto, contatei alguns hemonucleos da cidade, mas só levei realmente o projeto adiante depois de conversar com alguns superiores e colegas da guarda que se mostraram sensibilizados com o tema, se colocando a disposição para ajudar no que fosse necessário. Encaminhei o projeto para a Companhia, Sindicato e Associação para apresentar a proposta, solicitando apoio para melhor divulgação entre os membros e que me ajudassem na campanha. De fato estou muito feliz pelo apoio e empenho dos companheiros da Guarda Portuária que abraçaram esta idéia e iram literalmente dar o sangue neste dia 26 de maio, o que vem novamente confirmar a preocupação dos colegas pelo bem estar da comunidade não somente da área do Porto”.


APOIO:
  • CODESP
  • SINDAPORT
  • APROGPORT
  • BLOG SEGURANÇA PORTUÁRIA EM FOCO
DOAÇÃO:

Dia: 26/05/2012
Horário: A partir das 8:00 horas
Local: Hospital Guilherme Álvaro
Endereço: Rua Oswaldo Cruz 197

REQUISITOS:
  • Estar em boas condições de saúde
  • Ter entre 18 e 60 anos
  • Pesar no mínimo 50 kg
  • Estar descansado
  • Estar alimentado
  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial Entrada
TRANSPORTE:
Quem estiver de serviço será fornecido o transporte de ida e volta.

Um comentário:

  1. Segundo o GPG - Gerente de Policiamnento, Sr. Messias Batista, conforme determina a lei, quem participar da campanha doando sangue, basta apresentar o comprovante de doação ao seu inspetor, que este o dispensará de um dia de trabalho, de modo que não atrapalhe o bom andamento dos serviços.

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES