Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

0

POLÍCIA FEDERAL E CAPITANIA DOS PORTOS APREENDEM 270 KG DE COCAÍNA


SEGURANÇA PÚBLICA PORTUÁRIA / POLÍCIA FEDERAL / CAPITANIA DOS PORTOS




Em 24/08, uma operação da Polícia Federal (PF) e da Capitania dos Portos do Piauí apreendeu 270 kg de cocaína pura e prendeu cinco pessoas em flagrante: dois italianos, dois brasileiros e um português. A droga foi encontrada em um veleiro, a 2 km da costa do Piauí, no município de Luís Correia (344 km de Teresina).

Segundo as investigações, a quadrilha presa era especializada em tráfico internacional de drogas e utilizava pontos de embarque com pouca fiscalização no litoral do Nordeste para enviar a droga para a Europa. A PF diz acreditar que a embarcação era usada pelo grupo exclusivamente para o transporte de drogas.

A cocaína foi encontrada na forma de cloridrato, ou seja, em formato puro, com maior valor de mercado, e destinado aos "consumidores de luxo". A droga apreendida foi avaliada em cerca de 20 milhões de euros (ou R$ 51 milhões), estava pronta para consumo e foi a maior apreensão já registrada no Piauí.

Segundo a PF, a quadrilha utilizaria o Estado do Piauí por conta da maior proximidade do litoral com a Europa e de vulnerabilidades encontradas na região. A PF ainda não informou se há participação de integrantes piauienses na quadrilha, já que os dois brasileiros presos eram dos estados de São Paulo e Minas Gerais.
A rota terrestre da droga até Luís Correia ainda está sendo investigada, mas a suspeita é que a droga tenha vindo do interior de São Paulo.
Monitoramento
Os acusados responderão a processos no Brasil e permanecem presos na penitenciária de Parnaíba. Após a apreensão, o material recolhido foi encaminhado para a delegacia de Polícia Federal de Parnaíba.


Segundo a Capitania dos Portos, a movimentação do grupo era monitorada havia semanas, desde o litoral baiano. Equipes da PF ficaram vários dias de prontidão esperando a saída do barco do Porto de Luís Correia, o que ocorreu na manhã da sexta-feira. No momento da abordagem, não houve resistência.




A operação rendeu um comunicado oficial do adido policial da Embaixada da Itália no Brasil, que parabenizou o país pela ação e colocou as autoridades do país à disposição para ajudar nas investigações e fichas criminais dos suspeitos italianos.
Fonte: UOL


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES