Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

1

O PRESIDENTE E SEUS HOMENS II



SEGURANÇA PÚBLICA PORTUÁRIA / NOTÍCIA






As lambanças cometidas, inclusive desfilando armado, pelo Sr. Celso Simonetti Trench Júnior e pelo seu fiel escudeiro – Os Homens do Presidente - no Porto de Laguna, onde ele é conhecido como " O BOÇAL ", foram consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas da União – TCU. As atitudes intempestivas tomadas por ele, que já foi Superintendente da Guarda Portuária no Porto de Santos, colaboraram para a sua exoneração da Companhia Docas do Estado de São Paulo – CODESP.

Só agora este Blog teve acesso ao Boletim informativo – INFOPORTO – Julho / 2012, publicação do SINTAC - SINDICATO DOS TRABALHADORES DA ADMINISTRAÇÃO, CAPATAZIA, EMPRESAS OPERADORAS PORTUÁRIAS E ADMINISTRATIVOS EM OGMO NOS PORTOS E RETROPORTOS PÚBLICOS E PRIVADOS DE ITAJAÍ, LAGUNA E NAVEGANTES.

O INFOPORTO tinha feito à denúncia na edição de maio de 2012, sobre as irregularidades cometidas pelos homens do presidente da CODESP, de São Paulo.

Dentre elas, a prorrogação de modo irregular do contrato da advogada da antiga Administração do Porto de Laguna, onde os homens do presidente cancelaram uma licitação já em andamento, para manter a antiga advogada como responsável pelo setor jurídico do Porto de Laguna, sendo paga pela CODESP de São Paulo.

O Tribunal de Contas da União determinou através de acórdão nº4976/2012 TCU, 2ª Câmara que a prorrogação foi feita de modo irregular, do qual se extrai: ‘’determinar à Companhia Docas do Estado de São Paulo- Codesp, com fundamento no art. 250, inciso II, do RI/TCU, que não prorrogue, em hipótese alguma, o contrato emergencial firmado coma a contratada. Relator Mi. Aroldo Cedraz.TCU, em 17 de julho de 2012.’’

Algumas pessoas acham que estão acima da lei, no entanto, mais cedo o mais tarde as irregularidades são descobertas e a justiça prevalece. Infelizmente aqueles que cometem as arbitrariedades, dificilmente são punidos pelo mau gerenciamento da coisa pública, ficando o prejuízo para nós, os contribuintes.


Fonte: INFOPORTO – SINTAC de Laguna
Leia Também:



Um comentário:

  1. É um mal que todas as Docas sofrem e padecem, que são as indicações políticas para cargos técnicos. A infra estrutura do país nunca será suficiente enquanto estes modelos de gestão não forem modificados, eles são um câncer para o crescimento sustentável e responsável. O mundo já está ciente que não somos mais a "bola da vez".

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES