Postagem em destaque

CONPORTOS PRORROGA VALIDADE DOS CERTIFICADOS DO CESSP

A prorrogação se deu diante da impossibilidade da realização do Curso de Atualização dos Supervisores de Segurança Portuária - CASSP, ...

quinta-feira, 20 de junho de 2013

0

GOVERNO FISCALIZARÁ SERVIÇOS DE PRATICAGEM




Nos portos brasileiros, os práticos são conhecidos por manobrar navios e receber salários astronômicos – podendo chegar a R$ 300 mil. O governo tenta regular a profissão – e o caos no setor. Em dezembro do ano passado, o ministro da Secretaria de Portos (SEP), Leônidas Cristino, sinalizou que o governo vai apertar a fiscalização dos serviços de praticagem, responsáveis pelas manobras que são feitas durante a entrada e saída de embarcações de grande porte nos portos.

Para isso, foi criada, por meio do decreto 7.860, de 6 de dezembro de 2012, a Comissão Nacional para Assuntos de Praticagem , com o objetivo de elaborar propostas sobre regulação de preços, abrangência das zonas e medidas de aperfeiçoamento relativas ao serviço de praticagem.

O prático é o profissional aquaviário que auxilia os comandantes dos navios nas manobras de atracação, desatracação, fundeio e movimentação do navio em áreas restritas, onde o serviço de praticagem é obrigatório. Para isso, é necessário que o prático conheça toda a região onde trabalha – condições normais de vento e corrente na região, efeitos da maré, tipo de solo/fundo do mar, perigos à navegação que possam existir no local, rebocadores e auxílios à manobra disponíveis para o porto em questão e outros detalhes mais específicos para aquela ZP (Zona de Praticagem).

 

Fonte: Diario de Noticias/SP – Portos S.A.
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES