Postagem em destaque

GUARDAS PORTUÁRIOS DENUNCIAM DIMINUIÇÃO DO EFETIVO E SUPRESSÃO DE POSTOS NO PARÁ

O quadro caótico vem comprometendo sensivelmente a segurança pública nos portos do Pará No dia 27 de janeiro, uma petição assinada...

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

3

PORTO DE RECIFE TEM NOVO SISTEMA DE SEGURANÇA




O Porto do Recife conta com um novo sistema inteligente para reforço da segurança portuária. A partir de agora, os veículos que entrarem e saírem da área primária serão verificados sem interferência humana. Os equipamentos e o software OCR (Optical Character Recognition ou reconhecimento óptico de caracteres, na tradução livre) fazem parte do sistema de segurança portuária, que é exigido pela Receita Federal do Brasil e cumpre o Código Internacional para Proteção de Navios e Instalações Portuárias (ISPS-CODE). O novo sistema teve investimento de R$ 2,5 milhões.

“A nova tecnologia nos coloca entre os portos mais seguros do Brasil”, destaca o presidente do ancoradouro, Rogério Leão. Do ponto de vista de instalações físicas, o sistema OCR necessitou da instalação de pórticos apropriados na entrada e saída para a área primária. Na parte de baixo dos pórticos, sob o solo, foram instalados sensores especiais. Dessa forma, a passagem do veículo é notada pelo sensor, no subsolo, que ativa o monitoramento, registra a imagem da placa e faz o reconhecimento, inteligente, da licença do veículo.

O monitoramento do portão principal usará também o OCR. Trata-se de um software que funciona a partir do momento em que 16 câmeras fotográficas capturam a imagem da placa do veículo, o condutor, o número de contêineres transportados e envia essas informações, em tempo real, para a Receita Federal, Unidade de Segurança Portuária e Polícia Federal.


As medidas são essenciais para garantir a segurança da área alfandegada, local onde a Receita Federal faz os procedimentos legais para a nacionalização das cargas que chegam do exterior. O Porto do Recife tem como projeto de médio prazo contar com 90,1 mil metros quadrados alfandegados, em área pública. Esse espaço contabiliza armazéns e pátios.


Fonte: Diário de Pernambuco




3 comentários:

  1. SÓ FALTA AGORA UM ROBÔ QUE VERIFIQUE O PORTA MALAS, O CONTEÚDO DO CONTEINER, A CAÇAMBA, O BAÚ..... Só a GPORT É SISTEMA INTELIGENTE DE SEGURANÇA NOS PORTOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado Moitas,o guarda portuário é insubstituível,no entanto, ele tem que valorizar o seu trabalho.

      Excluir
  2. CARLOS,

    NÃO FICOU CLARO QUEM OPERACIONALIZARÁ OS EQUIPAMENTOS E O OCR EM RECIFE.

    SABEMOS QUE O CONTROLE DE ACESSO CABE À RF, ATRAVÉS DAS GUAPORES.

    FAÇO VOTOS QUE ESSA TECNOLOGIA NÃO CHEGA AINDA PARA CÁ, CDP/PARÁ.

    AQUI A GP AINDA É HUMILHADA, DESVALORIZADA, DESPRESTIGIADA, REBAIXADA, VILIPENDIADA, DESESTRUTURADA, RIDICULARIZADA, OPRIMIDA, SACANEADA.

    SÓ PRA OS SENHORES TEREM UMA IDIA DO QUE DIGO SÃO OS NÃO EFETIVOS, EM TODOS OS PORTOS, QUE OPERAM OS CFTVS E OS SCANNERS.

    TRISTE E VERGONHOSA REALIDADE DA GUAPOR DO PARÁ.

    PASSAM E REPASSAM COMANDANTES PELA GUAPOR DAQUI, A MAIORIA SEMPRE DO QUADRO DA CORPORAÇÃO, E NINGUÉM, ABSOLUTAMENTE NINGUÉM, MUDA ESSA REALIDADADE, PELO CONTRARIO, SÓ FAZEM É PIORAR.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES