Postagem em destaque

CONPORTOS PRORROGA VALIDADE DAS DECLARAÇÕES DE CUMPRIMENTO

A prorrogação da validade não se aplica às Declarações de Cumprimento que sofreram suspensão ou cassação pelo Colegiado da CONPORTOS o...

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

0

COLETE DA GUARDA PORTUÁRIA É ENCONTRADO COM TRAFICANTE



PM é baleado na cabeça em patrulhamento na Zona Noroeste, em Santos-SP

Um Colete à prova de balas da Guarda Portuária foi apreendido.




O soldado da Polícia Militar Fernando Barbosa da Silva foi baleado na cabeça, por volta de 15 horas de terça-feira (5), durante patrulhamento no Caminho da Divisa, na Zona Noroeste de Santos. Ele foi internado na Santa Casa de Santos e teve morte cerebral.

O meliante detido não teve o nome divulgado

 
De acordo com dados do 5º Distrito Policial de Santos, um adulto e um adolescente suspeitos de terem envolvimento no crime foram detidos em operação da Polícia Militar deflagrada na área onde ocorreu o atentado, contando inclusive com o apoio do helicóptero Águia. Eles apontaram um terceiro rapaz, ainda não localizado, como o atirador. Porém, admitiram terem presenciado o disparo que atingiu o policial.



Assim que noticiada a ocorrência, mais de 60 policiais foram deslocados para a região. Durante as buscas, a polícia ainda apreendeu maconha, crack, um colete à prova de balas da Guarda Portuária e um cinturão, também provavelmente da corporação, além de um revólver e munições. Os objetos foram encontrados em vielas próximas.

De acordo com o major Marcelo de Oliveira Cardoso, comandante da PM em Santos, o soldado fazia patrulhamento “para coibir o tráfico de drogas e garantir á segurança da comunidade” quando foi surpreendido pelo disparo. Escondido em um beco, o marginal que atirou no soldado, ao avisar a aproximação policial, não hesitou em disparar, impossibilitando qualquer tipo de defesa da vítima.

A região do Caminho da Divisa, que fica na divisa com a cidade de São Vicente, é conhecida nos meios policiais pela intensa comercialização de entorpecentes. No local, diversos policiais militares e civis já foram recebidos a tiros por traficantes.

Saturação

Em virtude do atentado contra o PM, o comando do 6º BPM/I determinou, de modo imediato, diversas ações de “saturação” visando localizar os envolvidos com o delito, entre outros criminosos.
 
 
Fonte: Jornal A Tribuna / TV Tribuna / G1 / Diário do Litoral.
Edição: Segurança Portuária Em Foco.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES