Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

0

COLETE DA GUARDA PORTUÁRIA É ENCONTRADO COM TRAFICANTE



PM é baleado na cabeça em patrulhamento na Zona Noroeste, em Santos-SP

Um Colete à prova de balas da Guarda Portuária foi apreendido.




O soldado da Polícia Militar Fernando Barbosa da Silva foi baleado na cabeça, por volta de 15 horas de terça-feira (5), durante patrulhamento no Caminho da Divisa, na Zona Noroeste de Santos. Ele foi internado na Santa Casa de Santos e teve morte cerebral.

O meliante detido não teve o nome divulgado

 
De acordo com dados do 5º Distrito Policial de Santos, um adulto e um adolescente suspeitos de terem envolvimento no crime foram detidos em operação da Polícia Militar deflagrada na área onde ocorreu o atentado, contando inclusive com o apoio do helicóptero Águia. Eles apontaram um terceiro rapaz, ainda não localizado, como o atirador. Porém, admitiram terem presenciado o disparo que atingiu o policial.



Assim que noticiada a ocorrência, mais de 60 policiais foram deslocados para a região. Durante as buscas, a polícia ainda apreendeu maconha, crack, um colete à prova de balas da Guarda Portuária e um cinturão, também provavelmente da corporação, além de um revólver e munições. Os objetos foram encontrados em vielas próximas.

De acordo com o major Marcelo de Oliveira Cardoso, comandante da PM em Santos, o soldado fazia patrulhamento “para coibir o tráfico de drogas e garantir á segurança da comunidade” quando foi surpreendido pelo disparo. Escondido em um beco, o marginal que atirou no soldado, ao avisar a aproximação policial, não hesitou em disparar, impossibilitando qualquer tipo de defesa da vítima.

A região do Caminho da Divisa, que fica na divisa com a cidade de São Vicente, é conhecida nos meios policiais pela intensa comercialização de entorpecentes. No local, diversos policiais militares e civis já foram recebidos a tiros por traficantes.

Saturação

Em virtude do atentado contra o PM, o comando do 6º BPM/I determinou, de modo imediato, diversas ações de “saturação” visando localizar os envolvidos com o delito, entre outros criminosos.
 
 
Fonte: Jornal A Tribuna / TV Tribuna / G1 / Diário do Litoral.
Edição: Segurança Portuária Em Foco.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES