Postagem em destaque

GUARDAS PORTUÁRIOS PARTICIPAM DE CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA ADESTRAMENTO DE CÃES NO PARÁ

As instruções teóricas foram realizadas tanto em espaços ao ar livre quanto em sala, com apresentações em slides e considerações impor...

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

0

CRIMINOSOS USAM CAMISINHAS PARA EMBALAR COCAÍNA EM LATAS DE PALMITO





A Polícia Federal apreendeu 155 kg de cocaína no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. A droga estava em um caminhão que transportava palmito e abacaxi em conserva e foi embalada em preservativos para se assemelhar ao formato do palmito enlatado.


A apreensão ocorreu na última sexta-feira (10) e foi o resultado de uma investigação conjunta das delegacias da Polícia Federal de Santos e Corumbá (Mato Grosso), iniciada na semana passada.


Os recipientes com as drogas estavam no meio de um carregamento de latas de palmito verdadeiras. A droga foi localizada dentro um caminhão vindo da Bolívia e seria estufada em um contêiner no Terminal da Rodrimar, onde seria embarcada para a Holanda, na Europa. De acordo com a Delegacia da Polícia Federal de Santos, ninguém foi preso.



De acordo com informações do Delegado da Polícia Federal, Ciro Tadeu Moraes, a ação dos criminosos é uma novidade. “A cocaína estava envolta em preservativos e saquinhos plásticos exatamente para lembrar o formato do palmito, eu não tinha visto isso ainda, pra gente foi algo inédito”, afirma.


PF procura responsáveis 


Após a apreensão, a Polícia Federal segue com as investigações a fim de localizar os responsáveis pela carga.


As apurações sobre a quadrilha responsável pelo tráfico internacional de entorpecentes estão sendo conduzidas em conjunto com a Polícia Federal de Corumbá, em Mato Grosso.


“As investigações deste caso começaram na semana passada, lá em Corumbá. Na sexta-feira, eles (os policiais federais de Corumbá) entraram em contato conosco a respeito deste crime e demos início aos nossos trabalhos”, disse o delegado federal e chefe do núcleo de Polícia Marítima, Ciro Tadeu Moraes.


“O caminhão com toda a droga foi achado dentro de um terminal no Porto de Santos. Porém, essa empresa nada tem a ver com o episódio”, acrescentou.



Durante a apreensão, apenas o motorista, contratado por terceiros, foi encontrado. “Contudo, as investigações mostram que ele não mantém relações com a quadrilha”, garante Ciro Tadeu.


Ainda de acordo com o delegado, a droga estava em trânsito pelo Brasil. Entretanto, ele não descarta um possível envolvimento de pessoas do interior de São Paulo e do Mato Grosso.


Ao todo, a cocaína foi achada em 250 latas de palmito e abacaxi. O caminhão estava carregado com mais de 20 mil embalagens.



Fonte: Polícia Federal / Jornal A Tribuna / TV Tribuna / G1











Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES