Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA PARTICIPA DO DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

A Guarda Portuária voltou a participar após 35 anos de ausência. A última participação ocorreu em 1982 Ontem (07) a Guarda Portuár...

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

0

CRIMINOSOS USAM CAMISINHAS PARA EMBALAR COCAÍNA EM LATAS DE PALMITO





A Polícia Federal apreendeu 155 kg de cocaína no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. A droga estava em um caminhão que transportava palmito e abacaxi em conserva e foi embalada em preservativos para se assemelhar ao formato do palmito enlatado.


A apreensão ocorreu na última sexta-feira (10) e foi o resultado de uma investigação conjunta das delegacias da Polícia Federal de Santos e Corumbá (Mato Grosso), iniciada na semana passada.


Os recipientes com as drogas estavam no meio de um carregamento de latas de palmito verdadeiras. A droga foi localizada dentro um caminhão vindo da Bolívia e seria estufada em um contêiner no Terminal da Rodrimar, onde seria embarcada para a Holanda, na Europa. De acordo com a Delegacia da Polícia Federal de Santos, ninguém foi preso.



De acordo com informações do Delegado da Polícia Federal, Ciro Tadeu Moraes, a ação dos criminosos é uma novidade. “A cocaína estava envolta em preservativos e saquinhos plásticos exatamente para lembrar o formato do palmito, eu não tinha visto isso ainda, pra gente foi algo inédito”, afirma.


PF procura responsáveis 


Após a apreensão, a Polícia Federal segue com as investigações a fim de localizar os responsáveis pela carga.


As apurações sobre a quadrilha responsável pelo tráfico internacional de entorpecentes estão sendo conduzidas em conjunto com a Polícia Federal de Corumbá, em Mato Grosso.


“As investigações deste caso começaram na semana passada, lá em Corumbá. Na sexta-feira, eles (os policiais federais de Corumbá) entraram em contato conosco a respeito deste crime e demos início aos nossos trabalhos”, disse o delegado federal e chefe do núcleo de Polícia Marítima, Ciro Tadeu Moraes.


“O caminhão com toda a droga foi achado dentro de um terminal no Porto de Santos. Porém, essa empresa nada tem a ver com o episódio”, acrescentou.



Durante a apreensão, apenas o motorista, contratado por terceiros, foi encontrado. “Contudo, as investigações mostram que ele não mantém relações com a quadrilha”, garante Ciro Tadeu.


Ainda de acordo com o delegado, a droga estava em trânsito pelo Brasil. Entretanto, ele não descarta um possível envolvimento de pessoas do interior de São Paulo e do Mato Grosso.


Ao todo, a cocaína foi achada em 250 latas de palmito e abacaxi. O caminhão estava carregado com mais de 20 mil embalagens.



Fonte: Polícia Federal / Jornal A Tribuna / TV Tribuna / G1











Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES