Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quinta-feira, 23 de abril de 2015

1

TRT SUSPENDE LICITAÇÃO PARA TERCEIRIZAÇÃO DA GUARDA PORTUÁRIA NO PARANÁ


Sede da APPA - Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina.  Foto: APPA

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) acatou liminar do Sindicato dos Trabalhadores Empregados na Administração e nos Serviços de Capatazia dos Portos, Terminais Privativos e Retro-Portuários no estado do Paraná (SINTRAPORT) e suspendeu a licitação 018/2015 que pretende terceirizar atividades de competência da Guarda Portuária.
A licitação ficará suspensa até que se julgue o mérito da Ação Civil Pública movida pelo Ministério Publico do Trabalho e pelo Sintraport.

Esta é a segunda vez que a atual diretoria da APPA tenta terceirizar competências da Guarda Portuária em menos de um ano.
A Guarda Portuária é atividade fim da Autoridade Portuária, e a segurança dos portos é um dever do Estado, não podendo ser terceirizada. Com a aprovação de um destaque do PL 4330/2004 esta semana, que impossibilita a terceirização em empresas públicas, os guardas portuários dos portos paranaenses esperam confiantes na decisão judicial que garanta o que é deles por direito.

Edição: Portal Segurança Portuária Em Foco

Leia Também:



*Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                
*Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



Um comentário:

  1. ÉGUA, COM TANTO REGRAMENTO QUE NÃO PODEM TERCEIRIZAR A GUARDA PORTUÁRIA, MESMO ASSIM AINDA HÁ OS QUE TENTAR POR ISSO "LEGALMENTE" EM PRÁTICA.
    QUEM FAZ ISSO COMETE CRIME DE LESA PÁTRIA E DEVERIA IR É PRA CADEIA.

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES