Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

sábado, 13 de fevereiro de 2016

2

ESCOLTA DE MINISTRO EXPÕE A FRAGILIDADE DA GUARDA PORTUÁRIA




Guardas portuários fizeram a escolta do ministro, desarmados
A visita do ministro Helder Barbalho, da Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR) realizada em Santarém-PA, no dia 23 de janeiro, expôs a fragilidade da Guarda Portuária.
Geralmente, em todos os portos administrados pelas companhias Docas, quando da visita do ministro dos portos, quem faz a sua escolta e a segurança, é a Guarda Portuária, sendo que em Santarém, não foi diferente. Os guardas portuários acompanharam a visita do ministro.
Porte de Arma
No Pará, os guardas portuários que trabalham nos portos administrados pela Companhia Docas do Pará (CDP), colocam em risco a própria vida, pois parte do efetivo trabalha desarmado.
Segundo o que foi apurado pelo Portal Segurança Portuária Em Foco, os guardas antigos estão, na sua maioria, com o porte vencido, e os mais novos sequer fizeram o exame da Polícia Federal. Outros estão aptos, e estão trabalhando mesmo sem ainda estarem de posse da credencial do porte de arma.
Realidade nacional
Infelizmente, a situação vivida no Pará é uma realidade nacional. Em vários portos os guardas portuários estão trabalhando desarmados ou armados, mas com o porte de arma vencido. Existem ainda casos em que, mesmo com o porte e com o armamento, a administração portuária prefere deixar os seus guardas trabalhando desarmados.
Tragédia anunciada
Aos integrantes da Guarda Portuária resta rezar para não serem alvejados, ou mesmo, não atirarem em alguém, estando com o porte de arma vencido. Nesse caso, resta saber se caso uma tragédia venha a acontecer, os gestores serão responsabilizados.
CDP
Procurado por esse Portal o presidente da CDP, Parsifal Pontes, disse que acompanhou a visita do ministro a Santarém, mas não se atentou para o fato de os guardas portuários, estarem ou não desarmados, e se estavam ali como uma escolta, pois os viu como uma cordial recepção ao ministro, apenas. Todavia, irá procurar saber as reais condições referentes ao porte de arma da Guarda.
Essa é mais uma herança, deixada por administrações anteriores da CDP, para ser administrada e solucionada pelo atual presidente.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros. 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


2 comentários:

  1. A GUAPOR precisa de um choque de gestão.

    Também não é justo colocarmos nossas vidas em risco, já que ora laboramos em um porto ora em outro.

    não podemos ficar carregando nossos coturnos, fardamento, coldres e coletes balisticos em transportes coletivos urbanos, pondo nossas vidas em risco caso sejamos identificados como potenciais policiais por algum meliante que esteja a bordo.

    A violência urbana em Belém é muito acentuada.

    Como resolver isso então?

    Por isso muitos trabalham sem estarem devidamente fardados em alguns casos.

    GP Ramos

    ResponderExcluir
  2. ESSE PRESIDENTE DO PORTO DO PARA OU É UM FANFARRÃO OU TA DE GOZAÇÃO .
    DIZER QUE NÃO REPAROU QUE OS GUARDAS ESTAVAM DESARMADOS , QUER DIZER , ELE
    COMO PRESIDENTE NÃO SABE DISSO . OU É UM DESINFORMADO , O QUE É GRAVE, OU ESTA
    DE BRINCADEIRA.

    GP ALEXANDRE - ES

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES