Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA APREENDE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS

O contêiner onde a droga estava escondida tinha como destino o Porto de Algeciras, na Espanha. Dois elementos foram presos em flagrant...

terça-feira, 15 de março de 2016

3

AUXILIARES PORTUÁRIOS RECONQUISTAM POSTOS DE TRABALHO NA CDP




A terceirização da função exercida pelos auxiliares portuários foi revertida pela Justiça.

Após a terceirização de seus postos, os auxiliares portuários iriam ocupar postos da Guarda Portuária.

Auxiliares portuários retornaram no dia 26 passado, à função da atracação e desatracação de embarcações na Companhia Docas do Pará (CDP), ainda que apenas no Terminal de Miramar.
Porém, alguns desses auxiliares procuraram esse portal para denunciar que o supervisor administrativo de Miramar (SUPMIR) em exercício, mesmo com determinação do Ministério Público do Trabalho (MPT) para que estes retornassem às suas funções até o dia 25, passou a disseminar no ambiente de trabalho que ainda nada estava certo para que estes retornassem as suas atividades, pois havia falha na decisão do MPT.
Segundo esses auxiliares, o SUPMIR falava que a administração do terminal ainda não havia recebido por escrito nada da diretoria da CDP determinando o retorno e que estes empregados teriam que se readaptar e fazer treinamento, além de terem que fazer exames médicos para saber quem estaria apto ou não para a função que deveriam voltar a prestar.
Aterrorizados, esses trabalhadores, solicitaram mais uma vez, o apoio do guarda portuário Cileno Borges, que de imediato entrou em contato com o diretor administrativo financeiro (DIRAFI), Raimundo Rodrigues, para, além de denunciar este assédio moral que sofriam, saber quando retornariam ao serviço, posto que já se passava um dia além do prazo determinado pelo MPT, com multa de R$ 5.000,00 diária por trabalhador irregular encontrado desempenhando a função dos auxiliares portuários.
O DIRAFI então pediu para lhes informar que da parte da diretoria já estava tudo resolvido, toda documentação assinada, Regulamento de Exploração dos Portos (REP) alterado, e que o procurador do MPT já estava ciente de todas essas decisões tomadas por parte da CDP e que ele próprio já havia encaminhado carta à empresa terceirizada contratada para atracar e desatracar navios, informando que a função, por ordem judicial, retornaria aos empregados da CDP, a partir do dia 25 de fevereiro.
Após esse contato com o DIRAFI, nesse mesmo dia 26, pela manhã houve reunião no terminal de Miramar, na sala do administrador do Terminal de Miramar, para comunicação da resolução da Diretoria Executiva (DIREX), determinando a reintegração imediata dos empregados da CDP à referida função.

Presentes à reunião a turma da atracação de serviço composta pelos auxiliares Albino, Zé Machado, Aragão, Campos e Gesivaldo ressaltaram que a proposta de treinamento do SUPMIR era graciosa, já que foram os próprios empregados da CDP, com mais de trinta anos de trabalho, que ensinaram o serviço para os terceirizados, desqualificando, assim, a tese vazia desse supervisor.

Após a reunião, nesse mesmo dia 26, ao meio dia, os auxiliares portuários foram reintegrados aos seus postos de serviço, demonstrando que tudo que o SUPMIR interino disseminava em Miramar, desfavorável aos empregados efetivos da CDP, não passava de terrorismo.

A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                                                 
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.



3 comentários:

  1. Nunca deixe que alguém faça você desistir de seus sonhos,pois demostrará a ele que você é fraco e não consequirá enfrentar barreiras onde você mesmo pode derrubar.

    Ananda Moreira

    ResponderExcluir
  2. TUDO É FORÇA
    MAS SÓ DEUS É PODER

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir
  3. Também as ETAs do Porto de Belém e de MIRAMAR deixaram de ser terceirizadas nessa mesma decisão da JUSTICA.
    MAS só em Belém Voltou.
    A CDP brinca com coisa séria.

    MANOEL ASSUNÇÃO

    ResponderExcluir

LEGISLAÇÕES