Postagem em destaque

FISCALIZAÇÃO CONSTATA IRREGULARIDADES EM PORTO DO PARÁ

Essas fiscalizações ocorreram em virtude de denúncia de trabalhadores portuários que, sem representatividade de fato, buscaram por mei...

quarta-feira, 23 de março de 2016

0

ESTIVADORES ENCERRAM GREVE NO PORTO DE SANTOS APÓS 12 HORAS


A Guarda Portuária ficou na linha de frente
Categoria reivindica reajuste salarial; reunião com o Sopesp está marcada para essa quarta-feira.
A greve de cerca de 4 mil estivadores, avulsos e vinculados, terminou às 19 horas de segunda-feira (21). Dessa forma, os profissionais voltaram a operar na Brasil Terminal Portuários (BTP),  Coopersucar, T-Grão e a Archer Daniels Midland (ADM).
Segundo o Sindicato dos Estivadores (Sindestiva), houve um avanço nas conversas com o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (Sopesp) e uma reunião que estava marcada para quinta-feira (24) foi antecipada para essa quarta-feira (23).
A Polícia Militar acompanhou a manifestação à distância
A paralisação de 24 horas completaria um dia às 7 horas de terça-feira (22). A categoria reivindica aos empregadores reajuste salarial, com aumento real calculado em mais de 10% e adicionais noturnos, além de garantias de que terão os postos de trabalho abertos. A paralisação era inicialmente de 24 horas.
A greve foi decidida na última semana, em assembleia realizada na sede do Sindestiva. Os trabalhadores também reivindicam repasse com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e aumento no vale refeição oferecido pelas empresas portuárias.
"Paramos em defesa dos nossos empregos, do nosso trabalho. Queremos o justo e sabemos que os empregadores podem cumprir", afirmou o presidente do Sindicado, Rodnei Oliveira da Silva, o Nei da Estiva.
Reflexos do protesto
Os estivadores fizeram uma caminhada em direção ao Terminal da BTP
Na manhã de segunda-feira (21), uma passeata percorreu principais vias da Margem Direita (Santos), até chegar à Alemoa. O tráfego ficou prejudicado.
Durante o ato em frente à BTP, os profissionais ameaçam ocupar a instalação e afirmam que a empresa escalou funcionários ligados ao Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) para trabalhar na operação de um navio, que atracou no início da tarde. Soldados da Polícia Militar e da Guarda Portuária foram chamados para ficar de prontidão no local.  Como estão em greve, eles não querem que o terminal entre em operação.
Estivadores pediram a instalação de uma CPI nos portos
Ainda durante a tarde, o clima esquentou entre a categoria e membros da Guarda Portuária. Os estivadores acusam a equipe de segurança de realizar ofensas e de despreparo com a situação.
Demais terminais
Nos demais terminais, os estivadores, segundo o sindicato, apresentaram-se normalmente aos postos de trabalho, ainda no início da manhã, mas permaneceram de braços cruzados. Enquanto alguns estão a bordo das embarcações, outros estão nos pátios dos terminais realizando o protesto. Apenas a categoria aderiu à greve. 
Entretanto, no final da tarde, a Santos Brasil, T-Grão e a Archer Daniels Midland (ADM) decidiram apresentar novas propostas à categoria para pôr fim à paralisação. Os três terminais já tiveram estivadores convocados e voltaram a operar normalmente.
De acordo com Nei, as duas únicas instalações funcionaram normalmente no cais, na segunda-feira, foram a Empresa Brasileira de Terminais Portuários (Embraport), na Margem Esquerda, e o terminal da Vale, em Cubatão. Ambas empresas, em negociação, já realizaram acordos atualizados com a entidade sindical.


Vídeo: TV Tribuna




* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                                                                               
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                                                 
COMENTÁRIOS


Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES