Postagem em destaque

GUARDA PORTUÁRIA APREENDE COCAÍNA NO PORTO DE SANTOS

O contêiner onde a droga estava escondida tinha como destino o Porto de Algeciras, na Espanha. Dois elementos foram presos em flagrant...

quarta-feira, 6 de julho de 2016

0

ADESTRADOR DE GUARUJÁ UNE PAIXÃO E PACIÊNCIA PELOS CÃES


Soares e o cão Phelps (Foto publicada na capa do Jornal A Tribuna)

Soares trabalha no Canil da Guarda Portuária de Santos
Não basta adestrar, é preciso entender o comportamento do cão. É com esse pensamento que o técnico profissional em Psicologia e adestrador canino Eduardo Soares de Souza, de 43 anos, encara a profissão que abraçou há nove anos. Por suas mãos já passaram mais de 600 cães de toda a Baixada Santista, que aprenderam não só os cinco comandos básicos – senta, deita, junto, fica e aqui -, como também deixaram de ser medrosos, agressivos e ansiosos, por exemplo.
Soares com Phelps, parceiros há oito anos na Guarda Portuária
O que ele não esperava, entretanto, é que sua paixão pela arte de ensinar obediência aos cães o levasse a experiências exóticas. Sem pretensões, Soares acabou adestrando também um galo.
Isso foi possível porque o instrutor começou a conviver com a ave desde que ela nasceu, passando a alimentá-la. Depois, quando o galo já estava maior, ele passou a utilizar a técnica de adestramento canino. “Para ele vir até mim, eu fazia como com os cães, dava uma recompensa, o cafuné. Com isso, eu chamava e ele vinha ganhar o carinho”.
Já para a ave cantar na hora em que ele desse o comando, fez diferente. “O galo canta sempre após outro galo. Então eu soltava o som de outro galo cantando e ao mesmo tempo eu falava: canta galo. Com o tempo, não precisei mais o canto, era só eu falar que ele obedecia”.
O galo, batizado de Furacão, já não está mais com ele. Mas não foi o único animal diferente que ele conseguiu adestrar. Soares conta que também obteve o feito com um gato de uma amiga. “ensinei-o a cumprimentar e vir quando chamado. Mas é difícil, já tentei com outros e não deu certo”.
GUARDA PORTUÁRIO RECEBE MEDALHA DO MÉRITO DO TRABALHO 
GUARDA ARRISCA A PRÓPRIA VIDA E SALVA CÃES PRESOS APÓS VAZAMENTO DE GÁS

Phelps
Após alcançar a idade limite para o trabalho, os cães geralmente são doados aos seus adestradores

Mas é mesmo com os cães com que Soares gosta de estar. Principalmente com o mascote de trabalho, Phelps, seu parceiro há oito anos na Guarda Portuária de Santos – onde é instrutor de adestramento.
Phelps, um pastor belga malinois, é o chamado cão completo: domina as funções de abordagem, faro e ainda participa de eventos de dogshow – em que mostra as habilidades como saltar, por exemplo, e diverte a plateia, especialmente as crianças.
Basta um comando de Soares para que o animal se transforme totalmente de um dócil cão, capaz de ficar uma hora parado para obedecer uma ordem, em uma feroz arma, que abocanha sem pestanejar o alvo do ataque.
Com outro comando, o cão começa a farejar sem parar em busca de drogas – já trabalhou em muitas operações no Porto em apoio à Polícia Federal e Receita Federal. “O cão é capaz de decifrar mais de 20 odores ao mesmo tempo, inclusive de nossas emoções”, afirma Soares.
Phelps está prestes a se aposentar da Guarda Portuária. Em seu lugar entrará seu filho, Hunter, que já está sendo treinado. “Assim que ele estiver pronto, o Phelps sai”, afirma Soares, que já tem planos para o animal. “Quero que ele vá morar comigo”.
Nesse caso, Phelps dividirá o espaço com outros dois cães da raça buldog francês – Litani e Dara -,  e duas gatas, Marmelada e Fiona. E como “em casa de ferreiro o espeto é de pau”, afirma Soares, Phelps reinará como o animal mais obediente da matilha.

Fonte: Reportagem publicada no Jornal A Tribuna - Santos

LEIA MAIS:


* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES