Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quarta-feira, 6 de julho de 2016

0

ADESTRADOR DE GUARUJÁ UNE PAIXÃO E PACIÊNCIA PELOS CÃES


Soares e o cão Phelps (Foto publicada na capa do Jornal A Tribuna)

Soares trabalha no Canil da Guarda Portuária de Santos
Não basta adestrar, é preciso entender o comportamento do cão. É com esse pensamento que o técnico profissional em Psicologia e adestrador canino Eduardo Soares de Souza, de 43 anos, encara a profissão que abraçou há nove anos. Por suas mãos já passaram mais de 600 cães de toda a Baixada Santista, que aprenderam não só os cinco comandos básicos – senta, deita, junto, fica e aqui -, como também deixaram de ser medrosos, agressivos e ansiosos, por exemplo.
Soares com Phelps, parceiros há oito anos na Guarda Portuária
O que ele não esperava, entretanto, é que sua paixão pela arte de ensinar obediência aos cães o levasse a experiências exóticas. Sem pretensões, Soares acabou adestrando também um galo.
Isso foi possível porque o instrutor começou a conviver com a ave desde que ela nasceu, passando a alimentá-la. Depois, quando o galo já estava maior, ele passou a utilizar a técnica de adestramento canino. “Para ele vir até mim, eu fazia como com os cães, dava uma recompensa, o cafuné. Com isso, eu chamava e ele vinha ganhar o carinho”.
Já para a ave cantar na hora em que ele desse o comando, fez diferente. “O galo canta sempre após outro galo. Então eu soltava o som de outro galo cantando e ao mesmo tempo eu falava: canta galo. Com o tempo, não precisei mais o canto, era só eu falar que ele obedecia”.
O galo, batizado de Furacão, já não está mais com ele. Mas não foi o único animal diferente que ele conseguiu adestrar. Soares conta que também obteve o feito com um gato de uma amiga. “ensinei-o a cumprimentar e vir quando chamado. Mas é difícil, já tentei com outros e não deu certo”.
GUARDA PORTUÁRIO RECEBE MEDALHA DO MÉRITO DO TRABALHO 
GUARDA ARRISCA A PRÓPRIA VIDA E SALVA CÃES PRESOS APÓS VAZAMENTO DE GÁS

Phelps
Após alcançar a idade limite para o trabalho, os cães geralmente são doados aos seus adestradores

Mas é mesmo com os cães com que Soares gosta de estar. Principalmente com o mascote de trabalho, Phelps, seu parceiro há oito anos na Guarda Portuária de Santos – onde é instrutor de adestramento.
Phelps, um pastor belga malinois, é o chamado cão completo: domina as funções de abordagem, faro e ainda participa de eventos de dogshow – em que mostra as habilidades como saltar, por exemplo, e diverte a plateia, especialmente as crianças.
Basta um comando de Soares para que o animal se transforme totalmente de um dócil cão, capaz de ficar uma hora parado para obedecer uma ordem, em uma feroz arma, que abocanha sem pestanejar o alvo do ataque.
Com outro comando, o cão começa a farejar sem parar em busca de drogas – já trabalhou em muitas operações no Porto em apoio à Polícia Federal e Receita Federal. “O cão é capaz de decifrar mais de 20 odores ao mesmo tempo, inclusive de nossas emoções”, afirma Soares.
Phelps está prestes a se aposentar da Guarda Portuária. Em seu lugar entrará seu filho, Hunter, que já está sendo treinado. “Assim que ele estiver pronto, o Phelps sai”, afirma Soares, que já tem planos para o animal. “Quero que ele vá morar comigo”.
Nesse caso, Phelps dividirá o espaço com outros dois cães da raça buldog francês – Litani e Dara -,  e duas gatas, Marmelada e Fiona. E como “em casa de ferreiro o espeto é de pau”, afirma Soares, Phelps reinará como o animal mais obediente da matilha.

Fonte: Reportagem publicada no Jornal A Tribuna - Santos

LEIA MAIS:


* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES