Postagem em destaque

PF FLAGRA PORTUÁRIOS COM PACOTES DE COCAÍNA NO CORPO PARA EMBARQUE EM NAVIO

Trabalhadores do Porto de Santos tentaram levar carregamento até navio atracado no cais, que foi cercado pela Guarda Portuária. Tablete...

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

0

VAZAMENTO DE ÓLEO DURANTE ABASTECIMENTO DE NAVIO ATINGE CANAL DO PORTO




Barreiras de contenção e mantas absorventes foram lançadas para evitar a dispersão do combustível

Um abastecimento malsucedido do navio graneleiro Shao Shan 5, de bandeira de Hong Kong, provocou vazamento de combustível e uma mancha de óleo nas proximidades do armazém 19 do Porto de Santos, na manhã da última segunda-feira (1º).
Segundo informações da Cetesb, o óleo derramado atingiu o estuário entre o berço e o costado de dois navios. Inicialmente, estima-se um vazamento de 50 a 100 litros de óleo (Posteriormente a Cetesb estimou em 2 mil litros).

A agência marítima Inchcape Shipping Services (ISS), responsável pelo navio no cais santista, informou que o incidente ocorreu às 7h15, durante operação de abastecimento. Uma equipe da Capitania dos Portos foi acionada e se deslocou para o local, quando foi comunicada do ocorrido. Ao chegar, verificou que havia machas de óleo próximo ao navio e no seu costado.
A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) esclareceu houve derramamento de óleo bunker, que transbordou do tanque pelo respiro, vazando para o estuário pela borda do convés, lado terra do navio. O óleo se espalhou por cerca de 300 m².
Ainda segundo a estatal, estão sendo feitos os trabalhos de limpeza no local, que envolvem a retirada do óleo, a limpeza da embarcação e da murada do cais.
Já a ISS informou que pelo menos 30 litros de óleo foram acidentalmente jogados ao mar. A agência acredita, inicialmente, em falha humana.

Protocolo de emergência foi acionado e barreiras de contenção foram lançadas no Estuário, assim como mantas absorventes. Por enquanto, a programação do cargueiro Shao Shan 5 permanece a mesma, com previsão de saída do Porto de Santos às 21 horas com 60 mil toneladas de milho embarcados.
A embarcação foi notificada por meio de sua agência e foram coletadas informações para elaboração de laudo técnico.

Representantes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) e da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) também estão no local para apurar os danos causados pelo incidente.
A Rumo Logística, responsável pelo Armazém 19, informou que o vazamento não tem relação com as operações ligadas à empresa. "Essa é uma questão entre a empresa abastecedora e o navio. Durante o abastecimento da embarcação ocorreu este vazamento, que não está relacionado à Rumo", informou em nota.


* Esta publicação é de inteira responsabilidade do autor e do veículo que a divulgou. A nossa missão é manter informado àqueles que nos acompanham, de todos os fatos, que de alguma forma, estejam relacionados com a Guarda Portuária e a Segurança Portuária em todo o seu contexto, não cabendo a esse Portal a emissão de qualquer juízo de valor.
                                                                                                                                                                                          
* Direitos Autorais: Os artigos e notícias, originais deste Portal, tem a reprodução autorizada pelo autor, desde que, seja mencionada a fonte e um link seja posto para o mesmo. O mínimo que se espera é o respeito com quem se dedica para obter a informação, a fim de poder retransmitir aos outros.
                                                                                                                                                
COMENTÁRIOS

Os comentários publicados não representam a opinião do Portal Segurança Portuária Em Foco. A responsabilidade é do autor da mensagem. Não serão aceitos comentários anônimos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LEGISLAÇÕES